Publicidade

quinta-feira, 23 de agosto de 2012 DVD, Gravações, Música, Show | 04:42

Xororó: “Costumo brincar que velho pode tudo, então vamos inovar um pouco”

Compartilhe: Twitter

Chitãozinho e Xororó gravam DVD na Woods, em São Paulo (Foto: Claudio Augusto / Foto Rio News)

Picture 1 of 20

Um recomeço. Assim Chitãozinho definiu o que será o novo trabalho da dupla Chitãozinho & Xororó, gravado na noite desta quarta-feira (22) na Woods, balada sertaneja de São Paulo. O músico considera que o álbum “Sinfônico”, lançado em 2011, fechou um ciclo após 40 anos de carreira, e que este próximo DVD ao vivo, que será intitulado “Do tamanho do nosso amor”, inicia uma nova etapa. Para isso, eles convidaram Fernando e Sorocaba para produzir o trabalho, que trará 17 músicas, sendo que quatro delas, inéditas.

Clique aqui e assista ao clipe de “Do tamanho do nosso amor”, nova canção de Chitãozinho e Xororó com participação de Fernando e Sorocaba

“É uma realização pessoal. Isso anima a gente a continuar cantando, colocando o pé na estrada. Ano que vem, isso tudo vai para o show. Todo o artista, para estar no mercado, tem que se posicionar, tem que evoluir”, afirmou Chitãozinho ainda no camarim, antes de subir ao palco. “A gente está sempre se reinventando”, declarou Xororó, que ainda completou: “Costumo brincar que velho pode tudo, então vamos inovar um pouco. A gente não tem medo de inovar, mas temos a preocupação de não perder a raiz, a viola, a sanfona. Por isso acho que nosso público nunca se chocou com a gente”.

Após alguns ensaios — considerados “corridos” por Chitãozinho — e encontros no estúdio de Fernando e Sorocaba, os sertanejos subiram ao palco e, durante duas horas, cantaram sucessos da dupla com uma nova roupagem, com um pouco mais de batidas de bateria e acordes da guitarra. Mas, apesar da preocupação da dupla em inovar, ficou claro durante a apresentação, que são os clássicos, independente dos instrumentos usados, que mexem com os fãs. Tanto é que o hit “Evidências” foi o mais aplaudido. No bis, Chitão e Xororó deixaram apenas a plateia entoar a canção.

Carreira trabalhada

Nos bastidores, Chitão e Xororó contaram que trabalharam muito bem a dupla para chegar ao ponto que estão hoje: fazendo poucos e bons shows. “De uns quatro anos para cá, nós organizamos bastante nossa carreira através do trabalho maravilhoso de nosso escritório. Então estamos fazendo oito shows por mês, que é uma quantidade razoável. Perto deles (Fernando e Sorocaba) não é nada, porque eles fazem 28. Mas dá tempo para pensar, ter uma qualidade de vida boa, então a gente esta na fase mais gostosa”, afirmou Chitão. Fernando, em seguida, revelou que esse é seu sonho e o de Sorocaba. Ele ainda elogiou a força dos novos parceiros. “Chitão e Xororó têm mais de 40 anos de carreira e trabalham como se tivessem dois. Às vezes, querem trabalhar mais que a gente, que tem cinco anos”.

Leia também: Junior Lima fará participação em DVD de Chitãozinho e Xororó, que será produzido por Fernando e Sorocaba

Convidados

Na plateia, estavam de olho na apresentação o cantor Belucci, o ator Henri Castelli, além das famílias dos irmãos, incluindo Sandy e Noely. Já no palco, Chitão e Xororó receberam Junior Lima com a banda Dexter, Amon Lima, Lucas Lima, o MC Cabal, além da Fernando e Sorocaba, dupla que os anfitriões acreditam que virou mais do que parceiros. “Encontramos além de dois grandes profissionais, dois grandes artistas. Eles abriram a casa deles, o estúdio. Começamos a  trabalhar juntos, frequentar semanalmente, e esse convívio está muito legal. É uma amizade que nasceu e que se Deus quiser vai durar pra sempre”, declarou Chitão. Na agenda do grupo, que ficará um pouco mais suave com o fim da gravação, já existe um programa, anunciado por Fernando: “Vai ter até pescaria semana que vem”.

Leia mais: Chitãozinho fala sobre parceria com Fernando e Sorocaba: “Procuramos a dupla exatamente para poder modernizar”

Confira o repertório gravado para o DVD “Do tamanho do nosso amor”:

“Pode ser pra valer”

“Sinônimos” (com participação de Amon Lima)

“Página de amigo”

“Eu menti”

“Página Virada”

“Alô”

“Somos assim”

“Um amor puro”

“E aí, tempo?”

“Fio de cabelo”

“60 dias apaixonado”

“Do tamanho do nosso amor” (Com participação de Fernando e Sorocaba)

“Evidências”

“Não sou nada sem você” (Com participação de Lucas Lima)

“Nosso amor é aqui” (Com participação de Junior Lima)

“Vida Marvada” (Com participação da banda Dexter e de MC Cabal)

“Tente outra vez” (Com participação de Fernando na guitarra)

Autor: Tags: , , , ,

17 comentários | Comentar

  1. 67 EDER 28/01/2013 9:01

    QUANDO LANÇA ESSE CD DVD ? alguem me ajuda ?

    Responder
  2. 66 Colarinho 17/01/2013 21:28

    Nada contra inovar, mas, prefiro o sertanejo raiz, como gosto não se discute…

    Responder
  3. 65 Sérgio 23/08/2012 15:11

    Fiquei surpreso de saber durante a gravação que teve bateria em pedal duplo, guitarras em tom baixo e até um DJ numa música (não sei o nome). Só não curti os apetrechos como pulseiras, correntes e taxinhas de metal, porque visualmente fica um tanto datado. Mesmo assim, admirável ver uma dupla sertaneja aderir ao som pesado nessa altura da carreira.

    Responder
  4. 64 ADRIANO 23/08/2012 14:14

    Excepcional dupla. A par do gênero musical, que agradam uns e desagradam outros, a dupla apresenta um capacidade vocal extraordinária, aproveitando o talento nato e aprimorando este possivelmente na base de muita disciplina e trabalho. Uma dupla que merecidamente tem baixíssimos índices de rejeição entre o público em geral e admiradores fiéis. A dupla possui know -how suficiente de produzir um trabalho inovador, e com certeza ao inovar irão INVENTAR algo de muita qualidade.

    Responder
  5. 63 Alvaro 23/08/2012 13:42

    Inovar em 90% dos casos como citou um comentário significa não so no sertanejo, mas em quase todos os estilos não agradar os fãs antigos e continuar sendo indiferente aos novos…. Para o nível intelectual de hoje seria mais facil lançar uma música mais ou menos assim pe, pe, pe…. ou ainda baba, ba, baba ba….Pois a máxima do mercado é público com cabeça vazia = Nossso bolsos cheios.

    Responder
  6. 62 diogenes almeida lima 23/08/2012 12:29

    ´bom esta renovação principalmente eu que curto muito musica. boa sorte a todos

    Responder
  7. 61 Walter 23/08/2012 11:49

    Quais são, de fato, as inovações?

    Responder
  8. 60 Mariano 23/08/2012 11:18

    Gosto muito do trabalho da dupla. Porém, não percebo nenhuma inovação em regravar velhos clássicos e realizar parceria com uma dupla que está explodindo de sucesso no momento. A ousadia e coragem seria gravar um CD com músicas inéditas e de novos compositores desconhecidos, desta forma a dupla estaria de fato se arriscando e possibilitando o público apreciar o que eles possuem de melhor. A qualidade!

    Responder
  9. 59 luciano 23/08/2012 10:45

    Com Chitãozinho e Xororó não tem tempo ruim, sempre o que fazem é gerido com qualidade. Um dos meus preferidos é o show ‘Sinfônico 40 Anos’

    Responder
  10. 58 Marcia Aparecida Andrade 23/08/2012 10:29

    ô nojo, tem que mudar o nome desta coluna. tem quer sertanojo ou breganejo. o brasil realmente consegue chegar ao fim do poço cada vez mais. eca, eca, vou vomitar…

    Responder
  11. 57 fabio 23/08/2012 10:24

    ja encheu esses dois aposenta

    Responder
    • juliano valentim 27/08/2012 14:46

      dor de cotovelo heim

      Responder
  12. 56 Luiz A. Wanick 23/08/2012 9:55

    O amor é sempre igual em todos os tempos, porém a diferença esta na forma de dizer e de expressar com as palavras da moda, no presente ou no passado no final tudo fica igual.

    Responder
  13. 55 Marcio T 23/08/2012 9:08

    Tem razão, só não vão desbundar como esses sertanejos falsificados, ok? nunca percam a dignidade.

    Responder
  14. 54 pedrão 23/08/2012 9:02

    Se reinventar quase nunca traz bons resultados . Ser um artista veterano no Brasil é complicado , aquí não é a qualidade e o conteúdo das músicas que interessa e sim batidas e modismos aliados à novidade e juventude . O cantor veterano (sertanejo) e os cantores de outros estlilos (com qualidade) estão desaparecendo e em seus lugares surgem modismos que vendem (a música hoje está muito corporal) e de muito baixa qualidade. Os jovens hoje não refletem sobre nada , vivem o hoje como se fossem morrer amanhã , então poetas da música vão compor para quem? A sociedade que eles conheceram não existe mais , uma pena.

    Responder
  15. 53 José Reinaldo 23/08/2012 8:49

    Gostaria que Chitãozinho e Xororó ao invés de se “modernizarem”, tentando dar uma roupagem “universitária” aos seus sucessos da década de 1990, portanto tentando se igualar ao que está ai em termo de ritmo, o que pouco agrega aos fãs antigos e pouco conquista novos públicos, que eles voltassem ao estilo musical da década de 1980, onde eles revolucionaram e estouraram, pegando os sucessos antigos e recuperando seus fãs tradicionais e conquistando fãs que já estão saturados de tanto “sertanejo universitário”que mais parece axé e arrocha.
    Tenho ido a alguns rodeios e as duplas mais tradicionais estão recuperando espaço, já sinto um cheiro de a moda já passou, moro na divisa de SP com MS, e sou professor universitário.Abraço e torço pela volta das Polcas e Guarânias na voz da minha dupla preferida.

    Responder
  16. 52 Mariano 23/08/2012 8:35

    Sou admirador do trabalho da dupla, porém, inovar cantando velhos clássicos e se juntar a uma dupla que está explodindo no momento, não é nenhuma coragem e sim puro oportunismo. Trata-se de uma dupla reconhecida e admirada por muitos, por isto, poderia arriscar de verdade, com um album de músicas inéditas de novos compositores desconhecidos, isto sim seria inovação.

    Responder
  17. 51 Paulo Henrique Menegucci 23/08/2012 6:10

    Parabéns chitão e xororó, desde que conheci a dupla, praticamnte no inicio da carreira em Ocauçu-SP, sou fã de voces e de lá para cá só foi inovações em todos os sentidos (musicas, parcerias, estilo, show, etc), por isso voces encantam a todos. PARABENSSSSS.

    Responder
  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios