Publicidade

Arquivo da Categoria CD

terça-feira, 31 de março de 2015 Arrocha, CD, Mercado Sertanejo | 14:02

No embalo da sofrência: gravadora lança álbum e reúne vários artistas que cantam o ritmo

Compartilhe: Twitter

Capa do CD  'Ô, sofrência!'

Capa do CD ‘Ô, sofrência!’



Pablo vem puxando o ritmo da sofrência há algum tempo. Mas muitos artistas do mercado sertanejo têm canções na mesma levada. Assim, a Som Livre fez um compilado de alguns de seus artistas e lançou o disco “Ô, Sofrência”, que pode emplacar aí até um novo gênero musical, por que não?

Zé Felipe, filho de Leonardo, que acaba de estrear na carreira musical, conquistou um espacinho no disco, que conta com Gusttavo Lima, Jorge e Mateus, Henrique e Juliano, Léo Magalhães, entre outros artistas. Além de Pablo, claro. Confira as faixas 14 faixas integrantes do álbum:

CD – Ô, SOFRÊNCIA!
Faixas: 14
Preço sugerido: R$ 14,90

1. Porque homem não chora/ Pablo (Ronny dos Teclados)
2. Que mal te fiz eu (Diz me) / Gusttavo Lima (Ricardo)
3. CD’s e livros / Léo Magalhães (Tatielle / Sorocaba / Henrique)
4. Entrada proibida (alô porteiro) / Tayrone Cigano (Di Sousa / Adriano Bernardes / Carlos Pitty)
5. Calma / Jorge e Mateus (Marilia Mendonça / Elcio Di Carvalho / Gustavo Alves / Fred Willian)
6. Até você voltar / Henrique e Juliano (Marilia Mendonça / Juliano Tchula)
7. Conta pra mim / Mariozan Rocha (Alexandre Barros / Hamilton Silva)
8. Fui fiel / Gusttavo Lima(Pablo / Fabinho O’Brian / Filipe Escandurras / Magno Sant’anna)
9. Vingança do amor/ Pablo – Part. Especial: Ivete Sangalo (Tierry Coringa / Filipe Escandurras / Magno Sant’anna)
10. Tá na sofrência / Tayrone Cigano (Flavinho do Kadet / Rhino Leite)
11. Sabe esse cara / Thiago Brava (Flavinho Tinto / Nando Marx / Douglas Melo)
12. Sofrência / Cristiano Araújo (Magno Sant’anna)
13. Onde anda meu amor / Léo Magalhães (Paulynho Paixão / Luciano Bonfim)
14. Saudade de você / Zé Felipe (Adair Cardoso)

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 24 de março de 2015 CD, Parceria | 15:36

Tudo em família: Com dupla, Phillipe grava com o pai, Luciano, e o tio Leonardo

Compartilhe: Twitter
Dablio e Phillipe com Luciano e Leonardo (Foto: Reprodução/Instagram)

Dablio e Phillipe com Luciano e Leonardo (Foto: Reprodução/Instagram)

Dablio e Phillipe vão completar um ano de parceria em abril. E, para celebrar a data, a dupla fará o lançamento de “Era pra ser você”, uma faixa que já está no álbum da dupla, mas que ganhará participações mais do que especiais. A dupla convidou Luciano e Leonardo, nada menos do que o pai e o tio de Phillipe, para a parceria na interpretação de uma composição de Maiara, da dupla Maiara e Maraisa. A gravação aconteceu na noite desta segunda-feira (23), no estúdio de Eduardo Pepato. O clima de descontração no ambiente refletia o clima em família. Leonardo deixou o local primeiro do que todos, pois seguiria para o show do filho Zé Felipe. E enquanto Luciano gravava sua parte, Phillipe – ou Nathan – não poupava elogios ao pai.

Leia também: Dablio e Phillipe: “Nosso plano é conquistar o mundo”

Questionado sobre o apoio que dá para o filho, Luciano retribuiu os elogios e mostrou que nunca teve dúvidas sobre o futuro profissional do filho. “Como não apoiar? O Nathan tem música na veia. Lembro dele pequeninho cantando música do tio. Tinha uma música nossa que era ‘Pare’. E na introdução, ele cantava o nome de uma rádio fazendo até essa vinheta da rádio, de tanto que ele gostava da música. Nathan nasceu com isso. E ele é muito bom. Não é porque ele é meu filho. Mas ele é muito bom, muito melhor que o pai. E olha que o pai é muito bom”, afirmou Luciano, sempre bem humorado.

Sobre o nascimento da parceria, Luciano contou que a ideia surgiu de Dablio e Phillipe. “Quando eles gravaram o EP, eles já tinham a ideia de gravar com Leo e comigo. Falei que seria uma honra gravar com Leo mais uma vez, porque gravei com ele na época do ‘Amigos’ e, depois, no tributo ao Leandro. Mas nunca tinha gravado com Leonardo fazendo solo. Essa ideia ficou legal, acho que vão gostar. E cantar com meu filho, está sendo demais”.

Apesar do forte apoio, Luciano confessou que não entraria para empresariar a dupla. Mas não por acreditar no potencial Dablio e Phillipe ou por estar tudo entre família, mas por não achar que tem tino para empresário. “Não empresariaria, nenhuma dupla. Mesmo acreditando no potencial dos dois, acreditando no Dablio, que dessa geração que está agora surgindo, para mim, é uma das vozes mais bonitas, mais afinadas. Mas eu não tenho tino para empresário. Não tenho esse tino de investir, ficar preocupado se vai tocar. Para cantar e estar em cima do palco, é muito bom. Mas para estar entre esse meio de trabalho, eu não gostaria”, contou Luciano.

Leia também: Tudo em família: famosos que são parentes – Primos, irmãos, tios e sobrinhos. Alguns dos parentescos das celebridades que você nem sabia

Assista Luciano gravando um trecho de “Era pra ser você”:

Luciano fala sobre parceria com o filho:

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 CD, Lançamento | 16:52

Chitãozinho e Xororó cantam Tom Jobim em novo trabalho: “O Tom era sertanejo”

Compartilhe: Twitter

Difícil achar algum artista sertanejo que nunca tenha cantado “Evidências” ou outros clássicos de Chitãozinho e Xororó. Mas, agora, foi a dupla quem decidiu interpretar canções de outros artistas. Mais exatamente, Tom Jobim. “É a vingança da dupla”, brincou Xororó durante entrevista com o iG logo após a coletiva de lançamento do álbum “Tom do Sertão”. “Acho que é uma roda. O mundo é redondo e não é à toa. A gente está sempre em busca de novidade. Queríamos fazer uma coisa diferente, e conhecendo a obra do Tom, não foi difícil. Difícil foi gravar, desenvolver tudo. Demorou um ano. Mas é sempre o desafio que nos move a continuar cantando esses anos todos”, completou Xororó, responsável por criar o título do novo trabalho.

Para a dupla, Tom era sertanejo. E temas, como o amor, são inspirações repetidas entre eles. “Não está presente apenas na letra, mas também na melodia”, afirmou Xororó, que explicou que a seleção das faixas foi feita com base naquelas que eram possíveis se transformar em duetos. “’Retrato em banco e preto’, por exemplo, não sei se conseguiríamos fazer um dueto. É uma música que amo, mas não foi feita para dueto’, exemplificou.

Xororó relembrou ainda que o álbum é uma nova forma de ouvir Tom Jobim. E quem já teve a oportunidade de escutar o trabalho, concorda. São acordes de violas e acordeon inseridos em faixas como “Estrada Branca”, “Chovendo na estrada”, “Chega de Saudade”, entre outras. As clássicas “Águas de março” e “Eu sei que vou te amar” não faltaram no trabalho.

“É uma leitura de Chitão e Xororó sobre a gigantesca obra de Tom Jobim, que vai muito além da Bossa Nova”, destacou o músico Cláudio Paladini, responsável pela produção do álbum ao lado de Edgard Poças e Ney Marques. “’Tom do Sertão’ vai mostrar para muita gente que se pode cantar música sertaneja com qualidade. Mesmo quem não está acostumado a ouvir música sertaneja, vai ver um bom trabalho”, completou o Xororó.

Durante a coletiva, o cantor afirmou que o público não aceitaria um trabalho desses se fosse lançados anos atrás. Durante o bate papo com o iG, a dupla explicou o motivo de tal afirmação. “Acho que tem o tempo de cada artista. Estamos em uma fase que nos possibilita fazer um trabalho desse nível. Se fossemos fazer isso há vinte anos, não estaríamos preparados. Não tinha bagagem suficiente. Estamos mexendo numa obra da música brasileira. Com um cara que é o maior expoente da cultura da música popular brasileira no mundo todo. Antes, a gente não tinha essa bagagem para fazer um disco nesse nível”, explicou Chitão, que afirmou ainda que a dupla recebeu o aval da família de Tom para o trabalho.

O cantor, aliás, teve um breve encontro com Tom no início de sua carreira. “Tive a oportunidade de conhecê-lo no Rio de Janeiro. Me recebeu muito bem. Disse que tínhamos um trabalho muito bonito e que teríamos um futuro muito bonito pela frente”, relembrou.

A ideia do projeto, além de vontade própria, tem uma motivação especial. “Existe uma nova geração, fãs de Tom Jobim e muitas pessoas no Brasil que não tiveram esse acesso. É uma oportunidade boa, porque o sertanejo está em uma boa oportunidade. É a música número um do mercado. Um momento bom para gente mostrar esse cara fantástico que muita gente só conhece pelos livros”, explicou Chitão.

Xororó, que teve a ideia inicial do projeto, mostra que o projeto pode criar outros braços. “Ficaria muito também como Chico do sertão, Milton do sertão. O Brasil é um pais rural, por mais que muita gente torça o nariz”.

Ah, vale lembrar que o trabalho recebeu contribuições de outros familiares. Junior Lima, filho de Xororó, foi o responsável pelas fotos do encarte do disco. E, Lucas Lima, genro do cantor, participou do arranjo de cordas do projeto.

Próximos trabalhos

Depois de pular de um álbum sinfônico para outro com dedos do sertanejo universitário e seguir para um “sertanejo bossa nova”, Chitão e Xororó não conseguem traçar um próximo passo. “Só Deus sabe”, afirmou Chitão. “A gente tem o privilégio de ter uma estabilidade legal há alguns anos. Não tem essa coisa de ficar procurando novidade, as coisas vão aparecendo naturalmente, e a gente realiza pelo prazer de fazer. Felizmente, nosso público  tem concordado e prestigiado na maioria das coisas que a gente faz . A gente não tem nada a reclamar, só agradecer ao povo, porque a gente não se sente pressionado por fazer tal coisa porque precisa. É a vontade e o prazer de realizar”, afirmou Xororó. “Somos movidos por emoção. Quando a gente se sente bem cantando, não é gênero da música que vai mudar nossa essência. Nãos estamos mais preocupados em vender 3 milhões de discos, como antigamente. Gostamos de fazer música e ir para o palco cantar. Reduzimos o número de shows por isso, pra poder pensar melhor”, destacou Chitão.

O cantor explicou ainda que o álbum será lançado também fora do Brasil, seguindo o alcance de Tom. “A gravadora está mandando para vários lugares, Europa, Estados Unidos, Japão. E isso será o termômetro. Se for bem aceito lá como a gente espera que estejam, os shows serão consequência desse trabalho”.

Leia também: Chitãozinho e Xororó fazem apresentação inédita na Broadway

Show no exterior

Falando em trabalho no exterior, a dupla se prepara para um show inédito na carreira: nos palcos da Broadway, em Nova York. O show será no dia 21 de fevereiro, às 20h, para uma plateia de 1500 pessoas. “A gente sempre espera em cada apresentação fazer um show bonito para aquele público que vai comparecer. Que esse público vá lá, se divirta, cante, sinta saudade”, afirmou Chitão. “A gente espera fazer lá o que a gente tem feito há tanto tempo , que é um show. As pessoas vão lá e saem satisfeitas. Antes, a gente fazia shows lá fora que não eram assim. E gente parou de fazer por esse motivo. E agora estamos tendo uma oportunidade de fazer o que a gente gosta de fazer no Brasil. É um show bacana”, explicou Xororó, que acredita que, antigamente, a dupla apenas cantava no palco e, não, fazia um show.

“Pensávamos: ‘vamos voltar a cantar em circo para que? Só para falar que esta cantando fora do Brasil ?’”. Para este trabalho, com a dupla, seguem toda a equipe e cenário das apresentações feitas no Brasil.

Chitão acredita que 95% do público seja de brasileiros. E, por isso, nem vai precisar deixar o inglês afiado. “Vamos cantar em português (risos). O Chitao é um pouco melhor nisso. Meu inglês é tipo o salário do professor Raimundo, ó, bem pequenininho. Mas não passo fome, dá para comer”, brincou Xororó.

 

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015 CD, Música, Show | 13:52

Loubet prepara novo CD e fala sobre excesso de pedidos de selfie no palco

Compartilhe: Twitter

Loubet se apresenta, pela segunda vez, na Woods São Paulo (Foto: AgNews)

Picture 1 of 7

Enquanto boa parte dos sertanejos segue aproveitando o período de férias, Loubet não pretende parar em 2015. Na noite desta quarta-feira (21), o cantor se apresentou na Woods, em São Paulo, e afirmou que seguirá sem pausas neste ano.

Tanto, que no próximo mês, já vai lançar um CD e, em seguida, o clipe de uma das músicas que compõem o álbum. “Janeiro é um pouco mais parado mesmo, muita gente vai para a praia, viaja para outros países. Mas está tranquilo. Nossa caminhada está bem planejada. Para 2015, já temos vários projetos. E começando o ano com várias novidades. Vamos lançar um CD. Trabalhar uma música em especial. E, quem sabe, gravar um clipe”, afirmou Loubet, que vai reformular seu show de estrada logo após o lançamento do CD, previsto para o final de fevereiro.

Loubet fez seu segundo show na casa e na capital paulista. O público em suas duas apresentações era praticamente o mesmo, contando com muita gente que viajou de suas cidades para acompanhar o ídolo. Tudo por conta própria.

“Graças a Deus, com o decorrer dos anos da minha carreira, a gente vem conquistando bastante fãs. São pessoas que gostam do meu trabalho, me seguem quando podem e estão sempre para prestigiar meu trabalho. Conheço muita gente que vai em vários shows e a gente pega amizade”, explicou o cantor, que disse ter contato com a ajuda destes fãs para se sentir mais confortável no palco de São Paulo. “Foi bem interessante. Na minha primeira vez aqui em São Paulo, eu estava bastante nervoso. Eles me deixaram bastante a vontade”, contou.

Mas, mesmo sendo fãs assíduos, eles não param de pedir selfie durante todo o show. E Loubet atende um por um enquanto apresenta suas faixas. Questionado se isso não atrapalha sua atuação no palco, o cantor é sincero. “Quando é muito, prejudica um pouco. Mas o carinho do público, a gente não pode deixar de fazer. Você tendo um joguinho de cintura lá em cima, acho que não tem tanto problema”.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014 CD, DVD, Gravações | 08:00

Além de DVD, Zezé Di Camargo e Luciano prometem CD para o mercado latino

Compartilhe: Twitter
Zezé Di Camargo e Luciano (Foto: Claudio Augusto/Foto Rio News)

Zezé Di Camargo e Luciano (Foto: Claudio Augusto/Foto Rio News)

O ano de 2015 promete ser cheio de novidades para Zezé Di Camargo e Luciano. A dupla já começa com a corda toda, gravando mais um DVD de carreira no dia 16 de janeiro, no Citibank Hall, em São Paulo.

A princípio, não está prevista nenhuma participação na gravação. Mas cogitasse um convidado especial no palco: MC Guimê. O funkeiro gravou com a dupla, ainda esta semana, uma nova versão de “Flores em Vida”, no estúdio Mosh. A ideia é refazer a parceria ao vivo.

Se o convite ainda não está confirmado para o DVD, existe uma certeza nesse quesito para um segundo trabalho musical na dupla também em 2015. Zezé Di Camargo e Luciano vão gravar um CD para o mercado latino com a participação do cantor argentino Axel.

Leia também:

Sem voz, Zezé Di Camargo encerra turnê em São Paulo e se desculpa com fãs: “Estou chateado”

Luciano Camargo: “Zezé Di Camargo & Luciano nunca deram prejuízo para contratante”

 

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 13 de novembro de 2014 CD, DVD, Entrevista, Lançamento | 17:15

Victor Chaves sobre aparições na TV: “Aparecer por aparecer, você vira um pavão”

Compartilhe: Twitter

Victor e Leo lança coletânea "Perfil" (Foto: Rosa Marcondes)

Como de costume, Victor e Leo chegam ao final do ano com novidade no mercado. Desta vez, a dupla lança a coletânea “Perfil”, composta por 12 sucessos da dupla e mais duas inéditas. São elas: “Como eu amei”, de Victor; e “Caminhos diferentes”, de Leo em parceria com Paulinha Gonçalves.

O título desta última, aliás, reflete um pouco a diferença musical entre as faixas novatas. Embora ambas venham com letras românticas, a primeira tem uma levada mais melódica e, a segunda, uma junção entre o pop e o eletrônico.

Em entrevista ao iG, a dupla contou como foi feita a seleção das faixas que compõem álbuns anteriores, em meio a tantos sucessos dos irmãos. “Foi feita por nós todos: gravadora, escritório, eu e o Victor. É nosso segundo ano na Som Livre e eles queriam ter uma coletânea com nossos sucessos, formando um catálogo. Aproveitamos a oportunidade. E houve um pedido de duas inéditas, para agregar valor ao produto. São canções que trazem inovação e ousadia, que é uma característica forte nossa”, explicou Leo.

Questionado sobre o motivo de não ter escolhido o tão usado atualmente formato de EP para lançar as inéditas, Leo disse que pode adotar a ideia em breve. Mas, desta vez, a explicação era por já ter o projeto “Perfil” engatado. “Já seria lançado. Na última hora surgiu essa ideia de colocar duas inéditas, o que a gente achou ótimo, para ter um atrativo a mais para o disco”, contou Victor.

As duas faixas têm espaço garantido no próximo DVD da dupla, que será gravado em breve. Apesar dos poucos detalhes sobre este trabalho, Leo adiantou que o álbum vai priorizar faixas inéditas. “Acredito eu, que seja 60% de música inédita. Além disso, trará algumas canções do ‘Viva por Mim’ na versão ao vivo e algumas regravações da música popular brasileira no geral”, afirmou o cantor.

Já sobre formato, data e outros detalhes, a dupla prefere manter em segredo. Para a nova produção, só há uma certeza a ser dita: “Será em um formato que a gente não fez ainda. Não concluímos ainda. Só não queremos fazer num formato ao vivo, aberto, coisa desse tipo. Não significa que vamos fazer um acústico, pois estamos estudando todas as possibilidades até esgotar. De lugar, de tempo e tudo mais. Pra gente divulgar, precisa estar com a ideia certa. Por enquanto é fazer algo que não fizemos e que tenha mais inéditas do que conhecidas”, resumiu Victor.

Grammy Latino

Enquanto não sobem ao palco para tal gravação, Victor e Leo aguardam o resultado de mais uma indicação para o Grammy Latino. Desta vez, com o álbum “Viva por mim”. No ano anterior, a dupla faturou a estatueta com o DVD “Ao vivo em Floripa”. “Estou muito feliz. Mas gente não se prende a isso quando vai fazer um álbum. Objetivo de mercado, de vendas, seguir algum tipo de tendência… A gente se prende a emoção. Esse é o objetivo principal, a base do nosso trabalho. A gente não termina nenhum tipo de arranjo pensando no que o mercado está querendo. E um prêmio também jamais interferiria nisso. A gente já está muito feliz só com a indicação. E se ganharmos, vou comemorar dobrado. Mas o principal é ter um público que se emociona com nosso trabalho”, defendeu Leo.

O cantor ainda comentou o fato de a dupla ter ficado no top 5 das faixas mais tocadas em rádios durante todo o ano. Boa parte do tempo, ocupando a primeira posição. “Se nós dissermos para você que é ruim vender bastante disco, ganhar um prêmio ou estar em primeiro em rádio, eu estaria sendo muito hipócrita. Acho muito bom isso. Principalmente por ser um disco que trouxe muita polêmica no início. Houve um questionamento porque foi um disco ousado. A gente saber que as pessoas entenderam e absorveram as músicas tanto nos shows quanto em rádios, a gente fica superfeliz”, comemorou o cantor. “Eu acho que essa coisa de estar em primeiro lugar é consequente. Não é bom olhar para isso. Vamos continuar nadando com todas as forças”, completou Victor.

Na TV

Além de estarem com musica na novela “Alto Astral”, Victor e Leo também trazem uma novidade no currículo: vão apresentar um dos episódios do especial de verão da Globo “Sai do Chão”. Questionados sobre a importância de estar sempre na TV, seja em trilhas ou programas, eles mostraram que nem sempre a máxima “ser visto para ser lembrado” é a melhor forma de se manter o sucesso. “Acho que depende do propósito. Se for para você levar sua arte e fortificá-la, fortalecê-la com isso, ótimo. Agora, aparecer por aparecer, você vira pavão. Fica bonitinho, mas não passa de um cagão (risos). Só para rimar… Eu acho que a TV ou o que for, se for para fortalecer a música, é válido”, afirmou Victor. “Saber que a música está entrando na casa das pessoas de forma a emocionar, está lindo, maravilhoso”, completou Leo.

Apesar de achar ótima a ideia de entrar na casa das pessoas com seu talento, Leo não escondeu sua tensão sobre o posto de apresentador. “Eu já adianto que é uma coisa que me deixa um pouco tenso. Ficar na frente das câmeras não é minha praia. Em cima do palco sou uma pessoa desprendida. Consigo simplesmente fazer o que eu sinto sem pensar em nada. Mas na televisão não sei como vai ser, sou um pouco mais tímido. Fico meio tenso só de pensar nisso”.

Bem mais tranquilo em relação ao desafio, Victor só pensa em levar para o telespectador o que ele faz de melhor nos palcos. “Nós somos apenas cantores. Não somos apresentadores, não temos experiência com isso, mas a gente carrega a responsabilidade de apresentar superbem justamente por isso. A ideia é conduzir o programa da mesma forma que a gente conduz um show e usar disso com naturalidade, sem maiores problemas”, declarou o cantor, que ainda brincou com a pergunta sobre um apresentador ter mandado algumas dicas. “Silvio santos mandou para a gente um catálogo… (risos)”.

Victor e Leo lança coletânea "Perfil" (Foto: Rosa Marcondes)

Serviço:

CD “VICTOR & LEO PERFIL”

Faixas: 14

1) TUDO COM VOCÊ
(Leo Chaves / Juliano Tchula / Gabriel Agra)

2) NA LINHA DO TEMPO
(Marcelo Martins / Sergio Porto)

3) BORBOLETAS
(Victor Chaves)

4) BOA SORTE PRA VOCÊ
(Victor Chaves)

5) O TEMPO NÃO APAGA
(Victor Chaves / Leo Chaves)

6) FADA
(Victor Chaves)

7) CONHEÇO PELO CHEIRO
(Victor Chaves)

8) DEUS E EU NO SERTÃO
(Victor Chaves)

9) TEM QUE SER VOCÊ
(Victor Chaves)

10) QUANDO VOCÊ SOME – Participação Especial: Zezé di Camargo & Luciano
(Victor Chaves)

11) MALUCO – Participação Especial: Thiaguinho
(Victor Chaves)

12) AMOR.COM
(Leo Chaves / Gabriel Agra)

13) COMO EU AMEI
(Victor Chaves)

14) CAMINHOS DIFERENTES
Leo Chaves / Paulinha Gonçalves)

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 21 de outubro de 2014 CD, Família | 18:32

Hudson fala sobre gravação de CD em clínica: “Naquele momento de isolamento, me senti útil”

Compartilhe: Twitter

Edson e Hudson (Foto: AgNews)

Picture 1 of 8

Edson e Hudson reuniram a imprensa, nesta terça-feira (21), no Villa Country, em São Paulo, para falar sobre o período de internação e reabilitação (leia no iG Gente), além de anunciar a data de estreia da turnê “Conectados” e, consequentemente, o retorno de Hudson aos palcos. O dia 4 de novembro, no Villa Country, promete ser não só a volta de Hudson às apresentações, mas também o retorno aos tempos áureos da dupla. “É o melhor show da nossa vida. Passeia nesse tempo todo de sucesso da nossa carreira. A viola voltou ao show, que passeia pelo country, rock e o caipira. Tem para todos os gostos”, afirmou Edson. “Vai de Tonico e Tinoco até Steve Vai”, completou Hudson.

O cantor, aliás, vai poder mostrar seu tradicional trabalho com as guitarras, coisa que não pode fazer durante a gravação do DVD. Quem colocou os acordes do instrumento em estúdio foi Márcio, da dupla Márcio e Douglas, músico que tem Hudson como inspiração. “Vou tocar a guitarra que ele gravou, colocando minha personalidade e improviso. Mas como ele se espelhou em mim para tocar guitarra, não está difícil. É uma nova escola aprender a tocar com o aluno”, elogiou Hudson.

Apesar de não ter tocado guitarra, Hudson, mesmo na clínica, colocou voz e participou de boa parte da produção do álbum, a pedido do irmão, Edson. “Não foi nenhuma sugestão médica. O Edson foi lá, disse que seria importante eu participar. Aí, levaram o estúdio até a clínica. Foi bacana porque, naquele momento de isolamento, me senti útil. Para mim, o mundo tinha acabado. Aquilo foi um up na minha vida”, comentou.

“Conectados”

Para Edson, o novo CD representa uma nova fase da dupla. E a explicação da escolha do nome da turnê, que ganhará faixas do álbum, reforça essa ideia. “É porque estamos conectados de verdade agora, com o amor, os fãs, a saúde e o bem estar”.

Durante três meses, Edson trabalhou sozinho na produção, mas considerou essencial a participação de Hudson no projeto. Sobre a escolha das faixas, o sertanejo também mostrou que houve um cuidado muito grande neste período. “Em vez de procurar compositores, preferi a gente fazer as composições para ficar mais com a nossa cara”.

Apesar de terem acabado de lançar um CD, Edson e Hudson já pensam em um novo projeto: um DVD. “Pretendemos gravar um super DVD, com proporções especiais e pretendemos levar a estrutura para os palcos, mas com medida reduzida. Tudo é uma questão de adequar”, afirmou Hudson, sobre a ideia de levar toda a produção do projeto para palcos menores. “Somos pé no chão. O envelope precisa ser legal, mas o conteúdo tem que ser mais ainda. Não adianta ter estrutura e, na hora H, não levar sua experiência”.

Leia também: Hudson após internação: “Antes, anestesiava problemas na bebida. Agora, encaro”

 

Leia mais: Edson fala sobre ausência do irmão nos palcos: “Não está sendo fácil”

Autor: Tags:

sexta-feira, 10 de outubro de 2014 CD, Parceria, Separação | 16:11

Gian e Giovani oficializam: “Não haverá tour da dupla a partir de 2015”

Compartilhe: Twitter

Gian e Giovani (Foto: Divulgação)

Conforme informado na coluna anteriormente, Gian e Giovani vão se dedicar a projetos especiais, separadamente, no próximo ano. Nesta sexta-feira (10), a dupla optou por divulgar um comunicado oficial, afirmando que seguirão com todos os compromissos já agendados antes da decisão. Em seguida, os planos são outros.

Anteriormente, Gian já havia declarado via redes sociais que estava em estúdio se dedicando a um CD solo.

Neste domingo, durante o “Domingo Show”, na Record, Gian vai falar sobre a separação com o irmão. Além disso, também vai explicar a polêmica que envolve sua mulher, Tati Moreto, e Zezé Di Camargo, e dar detalhes sobre o AVC que sofreu há menos de duas semanas. 

Gian e Giovani em comunicado oficial

 

Autor: Tags:

quinta-feira, 9 de outubro de 2014 Carreira, CD | 16:31

Após AVC de Gian, Giovani anuncia CD solo e dupla deve fazer pausa para projetos especiais

Compartilhe: Twitter

Gian e Giovani (Foto: Divulgação)

Depois de Gian sofrer um AVC e ficar uma semana internado, seu irmão e parceiro musical anunciou uma novidade na carreira. Mas, não, na carreira da dupla.

Giovani quer alçar voo solo e está em estúdio gravando um CD sem o irmão. O anúncio foi feito por ele mesmo pelo Instagram.

“Sempre coloquei muito amor nas músicas que passaram pela minha voz. Quero levantar novos voos, novas direções, novos desafios de vida. Voar com liberdade para realizar um grande sonho. Estou investindo todo meu amor em um novo projeto de vida. Que cada acorde das músicas, cada verso das canções, irá representar minha paixão pela música. Estou gravando um novo CD sozinho, que a partir de janeiro estará em todas as lojas do Brasil e rádios. Fazer o que a gente ama e trabalhar pelo o que faz nosso coração bater forte é a melhor coisa dessa vida! Fiquem com Deus todo mundo. Projeto abençoado. Um sonho sendo realizado”, escreveu Giovani.

De acordo com a assessoria do cantor, apesar deste trabalho e do anúncio do novo álbum, a dupla Gian e Giovani segue a agenda normalmente e conta com cerca de 70 shows pela frente já programados.

Ainda assim, em breve Gian e Giovani devem anunciar uma pausa para se dedicarem a projetos especiais. Mas, isso, de acordo com a assessoria, também não significa o fim da dupla, como vem sendo noticiado.

Leia também: Cantor Gian fala sobre estado de saúde após AVC: “Sem sequelas”

 

Autor: Tags:

sábado, 27 de setembro de 2014 CD, DVD, Lançamento, Show | 12:08

Após problema com liberação de músicas, Munhoz e Mariano lançam DVD

Compartilhe: Twitter

Munhoz e Mariano na Woods (Foto: Tiago Archanjo)

Picture 1 of 11

Não foi apenas a chuva no dia da gravação, que acabou atrapalhando os planos de Munhoz e Mariano neste novo trabalho. A dupla também passou por um problema de liberação de músicas, mas, agora, sete meses depois, eles finalmente conseguiram lançar o álbum “Nunca Desista”.

Antes de o álbum chegar ao mercado, Munhoz e Mariano já trabalharam duas músicas do DVD: “Como na mão” e “Longe Daqui”, em parceria com Luan Santana. “Foi uma experiência nova. Infelizmente a gente não pode lançar o DVD antes, devido alguns problemas que tivemos com algumas músicas. Depois que a gente conseguiu a liberação, o DVD já saiu da forma. E a gente não podia esperar passar o tempo, estava todo mundo esperando a música do Luan com a gente. Uma música romântica, que não é o estilo de Munhoz e Mariano, mas caiu no gosto da galera. Quebramos mais um tabu, pois a galera dizia que Munhoz e Mariano não tem nada a ver com romântico”, afirmou Munhoz, que acredita que a parceria com Luan ajudou nesse passo.

As dificuldades enfrentadas pela dupla para este trabalho foram, para Marino, importantes para abrilhantar ainda mais o projeto. “Mais uma vez, passamos por todo um perrengue, que acredito que deu um brilho ainda mais especial para o trabalho. A emoção que a gente recebeu naquele dia comoveu o país inteiro e o resultado está aí. O DVD inteiro ficou lindo, brilhante, iluminado”, afirmou o sertanejo.

Carreira

Vencedores do “Garagem do Faustão”, em 2010, Munhoz e Mariano analisam a trajetória da carreira da dupla desde então. “Só crescimento, amadurecimento. Você vai aprendendo, vendo os erros, consertando. Nada é perfeito, não tem como não errar. Quando a gente erra, já corre atrás do conserto”, afirmou Mariano, que pontua como erro uma foto publicada no Instagram em que a dupla aparece com armas em punho.

“São besteiras, coisas que acontecem de momento. Mas serviu para a gente ver a força que existe em uma rede social hoje. Então a gente procura sempre trazer isso a nosso favor. Todo mundo está sujeito a deslizes. Somos humanos, estamos sujeitos a errar. O tempo que a gente erra é tentando acertar”, afirmou Mariano, que garantiu, agora, pensar muito antes de publicar qualquer foto em seu perfil. “Penso um milhão de vezes. Um conselho do fundo do coração que eu dou é: se beber, fique longe do celular. Se beber, não poste”, se diverte.

Romântico?

Apesar de o último lançamento da dupla ser romântico, Munhoz e Mariano ainda não sabem qual linha seguirão na próxima faixa de trabalho. “Pode ser que a próxima virada seja uma nova romântica. A gente vai esperar a aceitação do publico. O DVD começou a rodar agora Antes, a gente não tinha como saber o que a galera estava curtindo. Mas pode ser uma romântica, balada ou irreverente”, afirmou Munhoz.

Mas, se fosse por Mariano, a faixa, com certeza, seria bem apaixonada. “Se eu fosse cantar só o que eu gosto, só cantaria essas músicas de enfiar o chifre no chão e arar mesmo. Romântica, adoro. Só que o que deu certo para Munhoz e Mariano, eu acredito, é exatamente fazer o que nosso público quer ouvir”, declarou o cantor. Para isso, a dupla costuma fazer uma boa pesquisa nas redes sociais. “Isso ajuda a gente a não errar na hora do repertório”.

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última