Publicidade

Arquivo da Categoria Mercado Sertanejo

terça-feira, 31 de março de 2015 Arrocha, CD, Mercado Sertanejo | 14:02

No embalo da sofrência: gravadora lança álbum e reúne vários artistas que cantam o ritmo

Compartilhe: Twitter

Capa do CD  'Ô, sofrência!'

Capa do CD ‘Ô, sofrência!’



Pablo vem puxando o ritmo da sofrência há algum tempo. Mas muitos artistas do mercado sertanejo têm canções na mesma levada. Assim, a Som Livre fez um compilado de alguns de seus artistas e lançou o disco “Ô, Sofrência”, que pode emplacar aí até um novo gênero musical, por que não?

Zé Felipe, filho de Leonardo, que acaba de estrear na carreira musical, conquistou um espacinho no disco, que conta com Gusttavo Lima, Jorge e Mateus, Henrique e Juliano, Léo Magalhães, entre outros artistas. Além de Pablo, claro. Confira as faixas 14 faixas integrantes do álbum:

CD – Ô, SOFRÊNCIA!
Faixas: 14
Preço sugerido: R$ 14,90

1. Porque homem não chora/ Pablo (Ronny dos Teclados)
2. Que mal te fiz eu (Diz me) / Gusttavo Lima (Ricardo)
3. CD’s e livros / Léo Magalhães (Tatielle / Sorocaba / Henrique)
4. Entrada proibida (alô porteiro) / Tayrone Cigano (Di Sousa / Adriano Bernardes / Carlos Pitty)
5. Calma / Jorge e Mateus (Marilia Mendonça / Elcio Di Carvalho / Gustavo Alves / Fred Willian)
6. Até você voltar / Henrique e Juliano (Marilia Mendonça / Juliano Tchula)
7. Conta pra mim / Mariozan Rocha (Alexandre Barros / Hamilton Silva)
8. Fui fiel / Gusttavo Lima(Pablo / Fabinho O’Brian / Filipe Escandurras / Magno Sant’anna)
9. Vingança do amor/ Pablo – Part. Especial: Ivete Sangalo (Tierry Coringa / Filipe Escandurras / Magno Sant’anna)
10. Tá na sofrência / Tayrone Cigano (Flavinho do Kadet / Rhino Leite)
11. Sabe esse cara / Thiago Brava (Flavinho Tinto / Nando Marx / Douglas Melo)
12. Sofrência / Cristiano Araújo (Magno Sant’anna)
13. Onde anda meu amor / Léo Magalhães (Paulynho Paixão / Luciano Bonfim)
14. Saudade de você / Zé Felipe (Adair Cardoso)

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 24 de março de 2015 Mercado Sertanejo, Música, Turnê | 19:54

Prestes a embarcar para mais uma turnê internacional, Paula Fernandes sonha com parceria com John Mayer e Coldplay

Compartilhe: Twitter
Paula Fernandes (AgNews)

Paula Fernandes (AgNews)

Paula Fernandes está pronta para encarar mais uma turnê internacional em sua carreira. Nesta quarta-feira (25), a cantora embarca para os Estados Unidos e se prepara para três shows: no dia 27/03, em Newark (EUA); 28/03 em Toronto (Canadá) e 29/03, em Boston (EUA). “Já enchi a mala de agasalho”, brincou Paula, em conversa com o iG antes do embarque.

Paula contou que as apresentações serão adaptações do que faz no Brasil, já que fica muito complicado levar toda a estrutura de shows que realiza por aqui. “Mas o conteúdo é o mesmo. Muita coisa vai para o LED. Varia de lugar para lugar também, de acordo com a estrutura. Mas independente dos objetos cênicos, teremos um show grandioso e emocionante”, afirmou.

A cantora afirmou que não tem acesso aos ingressos vendidos, mas seguindo o que já aconteceu em outras turnês internacionais, ela garante que o público será uma mistura de nacionalidades. “Percebo que é um público muito variado. Muita gente de lá e muitos brasileiros. É sempre uma caixinha de surpresa. É muito interessante tocar lá fora. Aqui também, mas lá, parece mais incomum”.

Sobre os brasileiros que vão assistir Paula, ela comemora o fato de poder fazer com que eles possam matar um pouquinho da saudade do Brasil ouvindo suas músicas. “Tenho muito orgulho de encontrar os brasileiros que moram fora. Acabam matado a saudade através de mim”, afirmou a cantora, que falou ainda sobre o alcance de suas parcerias internacionais, como Placido Domingo e Shania Twain, por exemplo. “Quando saí a primeira vez para tocar fora, fui de coração aberto porque não sabia o que ia acontecer. Minhas parcerias levaram meus nomes para onde talvez não iria sozinha. O público de fora pode ter contato com minha música”.

Trabalho e diversão

Sobre o embarque antecipado, já que o show acontece somente na sexta, Paula explicou que os dias a mais também fazem parte dos compromissos no exterior. “É uma agenda bem de trabalho. Mas eu e minha equipe, como somos muito unidos, sempre nos divertimos. A viagem é sempre muito gostosa. Vamos tentar fazer um passeio, mas o mais legal será tocar lá fora.”

Novos trabalhos

Paula Fernandes deu uma repaginada em sua turnê “Um ser amor”, inspirada em seu DVD homônimo, já que seu último lançamento foi uma CD de regravações. Todo de parcerias nacionais e internacionais. “Nada como a estrada para trazer experiência, para saber o que é bom para o show e o que não é bom. Dei uma repaginada no cenário e no repertório, de maneira que ele está sempre novo. Muitas pessoas se emocionam com as baladas no meu show, mas também podem dançar. É uma apresentação que emociona e diverte, para crianças e velhinhos”, explicou Paula.

Sobre um próximo trabalho de inéditas, Paula afirmou que vem algo em breve, mas sem nenhuma data prevista, já que prefere trabalhar sem pressão em relação a isso. “Estou bem tranquila. Minha inspiração precisa de tempo. É muito importante respeitar o fluxo. Esse trabalho vai sair, mas não tenho data”, afirmou. De repente, o próximo álbum pode vir com novas parcerias. Vontade não falta para Paula, que tem até alguns nomes em mente. “Eu seria injusta se dissesse um só. Já tive oportunidade de encontrar com muitos ídolos. Mas se for para citar alguns, Djavan, Caetano Veloso, John Mayer e Coldplay…. Sonhar não paga pedágio”, se diverte Paula.

A cantora finalizou a conversa falando sobre o surgimento de novas vozes femininas no mercado sertanejo e na insistência de o mercado sempre querer colocar um nome como concorrente da cantora. “Eu não encaro nada na música sertaneja como concorrência, porque não é uma guerra. Aqui somos parceiros. Me receberam com tanto carinho no mercado, independente de ser homem ou mulher. Já surgiram várias mulheres desde que apareci. E várias outras podem se encorajar e vencer. Fico orgulhosa de saber que sou referência”.

Autor: Tags: ,

domingo, 22 de março de 2015 Casa Noturna, DVD, Gravações, Mercado Sertanejo | 14:06

Mesmo com falha em áudio, Marcos e Belutti fazem estreia grandiosa em casa de shows

Compartilhe: Twitter

Marcos e Belutti fazem show inédito no Citibank Hall (Foto: AgNews)

Picture 1 of 10

Nem mesmo uma falha técnica nas caixas de som ofuscou a estreia de Marcos e Belutti no Citibank Hall, em São Paulo. Tocar na casa é uma grande realização para muitos artistas no cenário da música. Ela é palco de muitos shows internacionais que desembarcam na capital paulista. “Para nós é como um primeiro Villa Country, um primeiro Estância Alto da Serra. Só que tem uma diferença entre essas casas. Muitos artistas acabam chegando realmente, fazem show lotado, mas faz parte da consequência de um artista sertanejo pisar nessas casas. Se você tem um trabalho direitinho, você vai acabar pisando nelas. Agora, você fazer um Citibank Hall é uma situação que você está bem no cenário sertanejo ou musical. Você poder fazer uma sexta-feira aqui com ingressos esgotados, é um sabor muito especial. Tem um gosto de vitória, de realização. E ao mesmo tempo a ficha não cai”, afirmou Belutti, que não mostrou nenhuma tensão quando parte das caixas de som falharam enquanto ele fazia um solo de “Always”, sucesso de Jon Bon Jovi.

Neste momento, aliás, a plateia vibrou ainda mais, ao ver que Belutti seguia empolgado e emocionado do microfone, interpretando a faixa internacional. O público foi parte integrante do show, de forma bastante participativa ao longo das duas horas de shows. Eles não eram apenas espectadores. E “Domingo de manhã”, talvez tenha sido a maior prova disso. Quando Marcos e Belutti deixaram os fãs seguirem o refrão sozinhos, as luzes de celulares ligados e os braços balançando formavam uma coreografia emocionante.

Ao longo da apresentação, que contou com mais de trinta faixas, incluindo uma homenagem para José Rico, Marcos e Belutti conversavam bastante com a plateia e relembraram, por muitas vezes, seus ídolos Zezé Di Camargo e Luciano, que costumam agir de forma muito semelhante em suas apresentações.

No repertório, foram inseridos sucessos da carreira da dupla, hits do cenário atual e clássicos sertanejos. Para quem está acostumado a assistir ao show da dupla, da para perceber que esta apresentação contou com uma seleção bastante cuidadosa e especial, se tornando uma ótima estreia da dupla na casa de shows.

DVD

Em ótima fase, a dupla que já tem oito anos de carreira, mas só conseguiu alcançar o topo com o lançamento de “Domingo de manhã”, está com novo DVD já programado. A gravação será no dia 20 de maio no Haras do cantor Sorocaba. O álbum anterior foi registrado na casa do sertanejo. “Está dando certo nas propriedades do Sorocaba, então a gente vai continuar”, afirmou Marcos em tom bem humorado. “Mesmo sendo num Haras, estamos montando lá dentro um cenário. Não é pra usar o Haras como cenário. Lá é simplesmente um espaço que estamos montando para um DVD”, completou.

Sobre o repertório, a dupla pretende fazer um misto de inéditas e sucessos, mais ou menos como aconteceu no show do Citibank. “Teremos muitas músicas novas. Pelo menos umas dez inéditas. E algumas regravações, que vamos pegar de trabalhos anteriores. Serão músicas que a gente sempre acreditou e que acabaram ficando esquecida. E algumas regravações de fora, que a gente gosta, sempre teve vontade de gravar e acredita que ficaria legal uma releitura com a gente”, adiantou Belutti.

O cantor ainda falou sobre a responsabilidade de um novo trabalho após o sucesso do último DVD, que garantiu para a dupla vários prêmios, além de colocá-los no topo da lista de músicas mais tocadas em 2014. “Tudo se torna mais difícil, porque a responsabilidade de manter é tão difícil quanto você conseguir chegar. Mas a responsabilidade de se manter é saber que tem muita gente ali atrás querendo subir, querendo chegar. Agora como a gente tem um trabalho há muito tempo sendo feito com muito carinho, a gente não tem tanto medo assim de escolher um repertório, de saber o que se grava. Ai acho que manter o sucesso depende da gente, do escritório e de Deus. Se Ele permitir, a gente continua trabalhando”, afirmou Belutti. “Hoje, a gente gostaria muito de ter outra ‘Domingo de manhã'”, pontuou Marcos.

Leia mais:

Marcos e Belutti: “O desafio é tentar encontrar outra ‘Domingo de manhã’”

Marcos e Belutti relembram acidente e comemoram sucesso: “Deus tem aliviado nossa dor com muitas conquistas”

 Assista: Ao iG, Marcos e Belutti falam sobre polêmica de dívida com ex-empresário, o sucesso de “Domingo de Manhã” e respondem perguntas de fãs

 

 

 

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 16 de março de 2015 DVD, Mercado Sertanejo, Música, Parceria, Projeto | 16:07

Projeto entre Chitãozinho & Xororó e Bruno & Marrone deve ganhar DVD e música inédita

Compartilhe: Twitter
Chitãozinho, Xororó, Bruno e Marrone, juntos em projeto (Foto: CDC Shows e Eventos)

Chitãozinho, Xororó, Bruno e Marrone, juntos em projeto (Foto: CDC Shows e Eventos)

O projeto entre Chitãozinho & Xororó e Bruno & Marrone teve uma estreia sem compromisso na Festa do Peão de Barretos de 2013. Desde então, foram feitos cerca de cinco shows de forma mais discreta. Até que o quarteto conseguiu data para se apresentar em São Paulo, no Espaço das Américas. O sucesso era previsível e, do único show anunciado inicialmente, Chitãozinho & Xororó e Bruno & Marrone acabaram fazendo três apresentações com a casa lotada. A última delas, com transmissão para o Multishow. “Pediram uma terceira noite extra e para escolher entre quinta ou domingo. Pedi o domingo, porque é mais cedo, mais tranquilo e menos trânsito”, explicou Xororó, que é apelidado de Cuco por sua pontualidade.

Leia também: Com o estádio lotado, Chitãozinho & Xororó e Bruno & Marrone fazem show histórico em Barretos

O clima de descontração dos quatro sertanejos não acontece só no palco. Aliás, talvez, seja atrás dele que os artistas mostrem que a sintonia entre eles é o início de tudo. Se o primeiro show aconteceu de forma despretensiosa (o que não deixa o evento menos interessante), a nova apresentação tem bastante coordenação e uma abertura de arrepiar, onde uma dupla canta um trechinho da música de outra. “O show está mais cuidado. Lá (em Barretos) foi improvisado, agora está mais certinho”, contou Chitão. “ensaiamos bastante e o Chitão chegou atrasado”, brincou Bruno, que não poupou piadas durante a coletiva que antecedeu a primeira apresentação.

Entre muitas trocas de elogios entre uma dupla e outra, em especial, partindo de Marrone, eles contaram que a maior dificuldade foi escolher alguns dos muitos sucessos de carreiras deles e fazer um link entre um e outro para deixar o show mais dinâmico.

A parceria entre eles deve render ótimos projetos para os fãs. Segundo Chitão, bruno pensa muito à frente e já prevê um DVD e uma música inédita. “É bom para valorizar o projeto”, explicou Bruno.

Sobre as apresentações pelo Brasil, Xororó usou uma das músicas da dupla para dizer que “O artista vai onde o povo está”. Bruno contou que a maior dificuldade em acertar novos shows é a data, já que é preciso encontrar uma trégua entre as agendas das duas duplas, que seguem suas turnês normalmente. “Eles colocaram uma meta, porque não precisam mais de dinheiro, então não fazem tanto show. Só dois por semana”, apontou Bruno em tom de brincadeira, mas mostrando a realidade de Chitão e Xororó. “Quando fazemos três, tem que negociar”, explicou Xororó.

Sem citar números, Chitão afirmou que já existem outros shows marcados e revela o que pode ser o segredo das três apresentações lotadas. “A música romântica é eterna e o público começou a gostar mais das músicas antigas”.

 

 

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 13 de março de 2015 Mercado Sertanejo, Música, Sucesso | 15:05

Henrique e Juliano se consagram e marcam média de 25 shows por mês: “Pelo escritório, a gente fazia mais”

Compartilhe: Twitter

Henrique e Juliano no Villa Country (Foto: Eduardo Martins / CDC Shows e Eventos)

Picture 1 of 6

Em 2013, a carreira de Henrique e Juliano começou a mudar com o sucesso de “Não tô valendo nada”. A música era uma parceria com João Neto e Frederico, mas fez a dupla alçar voo solo. Em especial, com as canções românticas que vieram a seguir.

Na noite desta quinta-feira (12), Henrique e Juliano mostraram que o sucesso veio para ficar e entraram para a história do Villa Country, umas das casas sertanejas mais conceituadas do Brasil, alcançando a lotação máxima, feito conquistado anteriormente só por Cristiano Araújo e Jorge e Mateus. No total, entre todos os espaços da casa (salão principal, restaurante e saloon) passaram 10 mil pessoas. “A gente sempre quis isso, sonhamos com o reconhecimento do público. Claro que, quando o reconhecimento vem, a quantidade desses compromissos aumentam bastante. Hoje, fazemos uma média de 22 a 25 shows no mês. Bem complicado”, pontua Henrique, que estava um pouco rouco excesso de compromissos na semana. “Estou aqui curtindo até uma rouquidão forte essa semana. Acabei machucando a voz por conta dessa correria”, explicou.

Sobre o grande número de shows, Juliano contou que a dupla pediu para não passar desse número. “Pelo escritório, a gente fazia mais. Mas pedimos pelo menos cinco dias de descanso”, afirmou. “A gente precisa de um tempo para descansar, está com a família, com os amigos. Até para a cabeça funcionar direito. Mas estamos dando conta”, completa Henrique.

2015

Após período de férias e carnaval, a dupla, como tantas outras do mercado sertanejo, iniciou de vez os trabalhos de 2015. Para este ano, o plano ainda não está totalmente desenhado, mas Henrique e Juliano devem apostar mais um pouco nas faixas do DVD gravado em Brasília, há cerca de um ano. “Estamos colhendo os frutos positivos que o DVD trouxe para gente. A agenda está bem lotada e está faltando tempo até para a gente descansar. Mas já estamos montando repertório. Não sabemos se vamos montar CD, se vai gravar um próximo DVD. Mas se formos gravar, os planos estão para o próximo semestre”, afirma Henrique.

Semanas antes, a dupla tinha outra preocupação em mente: a estreia da turnê internacional. Após a realização, Juliano falou sobre sua primeira impressão. “Foi muito frio (risos). Rapaz, me deu uma saudade do Brasil, não nasci para aquele frio. É até engraçado, porque dentro dos estabelecimentos é bem quente, mas só no percurso de sair do hotel e entrar no carro, o cara já morre de tanto frio”, se diverte o cantor. “O Juliano é bem sensível para isso”, provocou Henrique, mostrando que o clima da viagem foi de pura diversão. “Mas foi bem gostoso. Receber os brasileiros e eles cantarem lá é uma forma de eles matarem a saudade do Brasil também. Foi uma experiência muito válida chegar nos Estados Unidos, cantar e ser muito bem recebido”, analisou Henrique.

O sertanejo contou ainda que todas as casas em que se apresentaram tiveram lotação máxima e que, em Boston, pediram para que a dupla se apresentasse por mais uma noite, já que tinha ficado para fora gente suficiente para mais uma noite de shows. “Mas não deu, porque a gente tinha compromisso no Brasil e tivemos que voltar”.

Perdas no sertanejo

Antes da apresentação, Henrique e Juliano também falaram sobre as perdas recentes no sertanejo: Zé Rico e Inezita Barroso. Juliano confessou que achou que fosse mais uma piada de internet a morte do parceiro musical de Milionário. E Henrique afirmou que ficou em choque. Até porque, mesmo com carreira recente, teve muitas oportunidades de cantar ao lado de Zé Rico. “Em todos os shows, eu fazia questão de beijar o palco. Porque realmente, para nós, ele foi o rei da música sertaneja. Revolucionou o mercado e vai fazer uma falta muito grande”, pontuou Henrique.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 10 de março de 2015 Mercado Sertanejo, Separação, Sertanejo | 15:11

Dupla participante do “The Voice Brasil” se separa

Compartilhe: Twitter
André e Kadu (Foto: Divulgação)

André e Kadu (Foto: Divulgação)

André e Kadu, dupla participante do “The Voice”, se separaram. A parceria chegou ao fim após Kadu alegar que estava com outros focos. A dupla já assinou a rescisão do contrato, mas os dois cumprem agenda já contratada e sobem juntos aos palcos até abril.

André seguirá com a carreira musical, mas ainda não está confirmado se com um novo Kadu, dando continuidade ao projeto A&K, ou em carreira solo.

André e Kadu ficaram conhecidos nacionalmente após participarem da segunda edição do “The Voice Brasil”. A dupla foi escolhida, inicialmente para o time de Daniel, seguindo para o de Lulu Santos na segunda etapa do reality. André e Kadu, aliás, conquistaram espaço no time de Lulu após fazerem o cantor se emocionar com uma versão de “Apenas mais uma de amor”.

Esta é a segunda dupla só em 2015 que anuncia separação. Na última semana, Hugo Pena e Gabriel anunciaram, pela segunda vez, o fim da parceria musical.

Leia também: 

Ex-“The Voice” sobre 3ª edição do programa: “Não está ruim, mas falta emoção”

Após quatro meses de gravações, André e Kadu lançam clipe de “Na minha casa ou na sua”

André e Kadu: “A gente tem ganhado muitos presentes femininos meio exóticos”

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015 Mercado Sertanejo, Música | 10:00

Gabriel Gava sobre carnaval: “É uma data boa. Pode vender o show mais caro”

Compartilhe: Twitter

Gabriel Gava (Foto: Divulgação)

De olho no carnaval, Gabriel Gava lançou a música “Fogo na rachada”. A canção não deve ser trabalhada em rádio, pois tem o foco específico da folia e deve ser apresentada incansavelmente nos shows que o cantor faz durante este carnaval: no dia 14/02, em Caldas Novas (GO), e no dia 15/02, em Ouro Preto (MG).

Aliás, falando em carnaval, o cantor afirmou que a data é muito boa para o sertanejo, por diversos motivos. “Você pode vender o show mais caro. Acho que o sertanejo tomou uma boa parte dessa cultura carnavalesca. Não só o axé. Antes, era só o axé que acontecia nessa época. Hoje o sertanejo tomou um pouco dessa parte, pelas músicas estarem tocando em todos os lugares do Brasil e estar na boca do povo. Acho que quem pede aí é a população e, não, quem contrata”, analisou o cantor, que está com o sucesso “Na mesa do bar” rolando nas rádios.

Para Gava, essa inserção do sertanejo do carnaval, em especial no da Bahia, surgiu com a entrada do arrocha no ritmo. “Agregou o sertanejo e o arrocha. Aí ficou forte para o lado da Bahia, do Nordeste. É uma coisa boa, porque os baianos gostam do arrocha e, agregando com o sertanejo, acabou que eles também começaram a curtir o sertanejo ou tomar uma percepção diferente para o sertanejo”, afirmou.

De olho no púbico da folia, Gava explica que faz uma pequena alteração em suas canções. “Quando vai fazer o carnaval, a gente vai fazer nossas músicas em elétrico, como é denominado quando o som é feito em cima do trio, como o sertanejo elétrico. Eles aceleram o beat para que as músicas fiquem mais aceleradas e mais dançantes”, explica o cantor, que também tem inspirações do axé em sua carreira. “Sou capixaba, do interior do Espírito Santo, e lá, o axé sempre foi muito forte. Quando eu tinha meus 13 e 14 anos de idade, o axé era muito evidente. Então, quando eu subia no trio para fazer um Carnaval ou só uma passagem, sempre tocava o axé também”.

O cantor acredita que, ainda assim, o axé não perdeu seu espaço no mercado. “Cada um tem seu espaço. O sertanejo só cresceu um pouquinho mais. Em janeiro e no carnaval, o axé é mais evidente que o sertanejo”, afirma Gava, que tem Ivete como grande exemplo do ritmo baiano.

Leia também: Sertanejo no quintal do axé: a festa baiana ao ritmo da sanfona

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015 Ecad, Mercado Sertanejo, Música, Sem categoria | 13:30

Nove entre os 20 artistas que mais arrecadaram direitos autorais nas rádios em 2014 são sertanejos

Compartilhe: Twitter
Paula Fernandes (AgNews)

Paula Fernandes foi a artista que mais arrecadou direitos autorais em 2014 (AgNews)

Nos próximos dias, o Ecad vai liberar a lista anual que conta com os rankings mais importantes de 2014 quando se fala em arrecadação de direitos autorais. Enquanto a íntegra do resultado não sai, já se sabe que os sertanejos dominaram a tabela. Ao menos quando se fala em Rádio.

Dos 20 primeiros nomes na lista, nove são sertanejos, incluindo o primeiro: Paula Fernandes. Na verdade, o 12º é apenas compositor e, não, intérprete. Mas como a canção de Bruno Caliman (“Domingo de Manhã”, interpretada por Marcos e Belutti) é sucesso sertanejo (aliás, foi a música mais tocada em 2014, de acordo com a Crowley), Bruno pode engordar a lista de sertanejos com tranquilidade.

Por outro lado, se formos analisar o tópico Música ao Vivo (canções tocadas em bares e restaurantes), o único sertanejo que aparece entre os artistas que mais arrecadaram no ano de 2014 foi Victor Chaves.

Confira os 20+ de cada uma das categorias:

– RÁDIOS

1 – Paula Fernandes
2 – Roberto Carlos
3 – Sorocaba
4 – Anitta
5 – Victor Chaves
6 – Naldo Benny
7 – Luan Santana
8 – Thiaguinho
9 – Zezé Di Camargo
10 – Djavan
11 – Caetano Veloso
12 – Bruno Caliman
13 – Erasmo Carlos
14 – Bruno Mars
15 – Jorge
16 – Anderson Freire
17 – Thiago Servo
18 – Rick
19 – Nando Reis
20 – Gusttavo Lima

– MÚSICA AO VIVO

1 – Djavan
2 – Lulu Santos
3 – Caetano Veloso
4 – Renato Russo
5 – Roberto Carlos
6 – Nando Reis
7 – Zé Ramalho
8 – Herbert Vianna
9 – Vinicius de Moraes
10 – Jorge Bem Jor
11 – Alceu Valença
12 – Chico Buarque
13 – Erasmo Carlos
14 – Dorgival Dantas
15 – Tim Maia
16 – Victor Chaves
17 –Gilberto Gil
18 – Leoni
19 – Allê Barbosa
20 – Zeca Baleiro

Autor: Tags: ,

sábado, 17 de janeiro de 2015 DVD, Gravações, Mercado Sertanejo, Música | 20:44

Zezé Di Camargo canta “Caruso” e Luciano registra momento solo em novo DVD da dupla

Compartilhe: Twitter

Zezé Di Camargo e Luciano gravam DVD (Foto: Francisco Cepeda/AgNews)

Picture 1 of 5

O show começa e, logo nas primeiras músicas, já da pra perceber que, naquele DVD, Zezé Di Camargo não vai mostrar a mesma potência de voz que o ajudou a fazer história, não só na música sertaneja, mas na música nacional. Mas nem isso faz com que o show fique menor ou que as pessoas vibrem menos durante aquela apresentação. Apesar dos comentários na plateia, seja por respeito, admiração ou reconhecimento, cada fã e convidado especial que está ali, torce e canta junto a cada sucesso apresentado.

E foi assim, com a plateia cantando junto todas as músicas e sem abaixar os celulares, que aconteceu a gravação do quinto DVD da carreira de Zezé Di Camargo e Luciano. Aliás, sobre os celulares, Zezé fez um pedido especial, ainda na primeira parte do show. “Para proteger o DVD, vocês podem filmar, mas, por favor, não coloque nas redes sociais. Guardem para vocês. Vocês não sabem o trabalho que isso causa para a gente”, pediu Zezé.

Entre as cerca de 30 músicas apresentadas durante a filmagem, que aconteceu no Citibank Hall, em São Paulo, Zezé e Luciano cantaram clássicos da carreira, como “Dou a vida por um beijo”, “Faz mais uma vez comigo”, “Preciso de você”, “Sufocado”, entre outros sucessos. Além disso, incluíram a inédita “O Defensor”, composição de Fred Liel e Marco Aurélio e que, segundo Luciano, deve ser a primeira música de trabalho do álbum.

Zezé ainda regravou duas faixas internacionais, “(Everything I Do) I Do It For You”, de Bryan Adams, e o clássico “Caruso”, que emocionou Wanessa, filha de Zezé. Ao lado da mãe, Zilu, a cantora acompanhava, emocionada, a atuação do pai no palco. “Eu chorei. Meu pai teve vários problemas físicos, de saúde, está renovando. Então, ele retomar essa música, foi emocionante. A gente convive com as pessoas que sempre falam ‘ah, Zezé Di Camargo perdeu a voz’. Ele está aí mostrando que está maravilhoso cantando”, defendeu a cantora.

Já Luciano, registrou seu momento solo, em que sempre levanta a galera ao cantar “Do seu lado”.
Ao final da gravação, que durou cerca de três horas, o cantor brincou sobre um alto valor investido para o trabalho. “Só sei que, quando gravo o DVD, passo o ano inteiro trabalhando só para pagar ele”, afirmou Luciano aos risos, para depois emendar. “Mas não é assim, tem a gravadora que investe, é um investimento como um todo”.

O cantor adiantou que o novo álbum da dupla deve chegar em abril e contou que, para a estrada, Zezé e Luciano vão abrir mão da orquestra que fez parte da gravação. Emocionado, ele ainda mostrou que sentiu muita falta da mulher, Flávia, que, pela primeira vez, não esteve presente em uma gravação de DVD da dupla. “Não fala…”, disparou o cantor, com os olhos cheios de lágrimas.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015 Mercado Sertanejo, Música, Separação, Sertanejo | 14:31

Após escândalo com Renner, Rick anuncia separação da dupla mais uma vez

Compartilhe: Twitter
Rick e Renner (Foto: Divulgação)

Rick e Renner (Foto: Divulgação)

Pior que a incerteza do meu futuro é a falta de paz no meu coração”, desabafa cantor

Rick não digeriu muito bem mais uma pisada de bola do parceiro musical, Renner. Depois de se dizer envergonhado com a atitude do cantor, Rick decidiu desfazer a dupla. Pela segunda vez na carreira, que já segue por mais de 25 anos.

No final de 2014, Renner foi preso após, embriagado, bater em um carro na rua. Há alguns anos, o cantor já havia se envolvido em outro acidente, bem mais greve, também após ter consumido álcool. Na batida, dois ocupantes de uma moto morreram. “Estou ao lado do Renner desde 1986 e já perdi as contas de quantas vezes me sentei com ele para dar conselhos e consertar erros, mas em 2010 diante de uma situação insustentável resolvi terminar a dupla Rick e Renner por me sentir sem forças para continuar, fiz naquele momento o que pedia meu coração. Com uma carreira solo em andamento, resolvi dar ouvidos a pessoas ligadas a Rick e Renner e assumi, ao lado dele, a responsabilidade por problemas que não tive nada a ver. Por amor à música e aos fãs, passei por cima dos meus princípios dos ensinamentos do meu pai e dei ouvidos a tudo que me disseram e acreditei na mudança do ser humano. Planejei o futuro, apostei, mais uma vez acreditei mesmo que eu estava errado, mas novamente vejo tudo que construir ser jogado fora diante dos meus olhos com os últimos acontecimentos”, relebrou Rick em uma mensagem postada em seu Instagram.

“Tenho 48 anos de idade e não tenho mais tempo para construir castelos de areia. Vou ajudar o Renner em tudo que eu puder e que tiver ao meu alcance, mas tenho filhos tenho netos e uma vida passando depressa. Deus sabe o quanto lutei por Rick e Renner, mas hoje afirmo com toda certeza que só vou até aqui. Sou um homem que depende da música para viver e sei que meu futuro é incerto, mas pior que a incerteza do meu futuro é a falta de paz no meu coração. Tenho certeza que o próprio Renner sabe tudo que fiz para que Rick e Renner jamais tivesse fim mas hoje tudo que eu quero é poder recomeçar mesmo que seja do zero se assim for a vontade de Deus. Se o mundo da música vai entender, eu não sei. Mas uma coisa é certa: vou continuar fazendo o melhor que eu puder, porque conheci, vivi e amei a música. Depois nasci”, finalizou Rick, que já assinou seu nome com Solo, título que usou durante sua carreira longe de Renner.

Vale lembrar que, em dezembro de 2010, eles encerraram a parceria, que já tinha mais de 20 anos. Quase dois anos, Rick Renner decidiram retomar os projetos como dupla. Em 2014, a dupla concorreu ao Grammy Latino com o álbum “Bom De Dança Vol. 2”.

Leia também: Após acidente de Renner, Rick pede desculpas aos fãs: “Estou envergonhado”

A assessoria dos artistas explicou que a dupla está em reunião com o empresário para definir o que será feito, até porque, já havia shows vendidos na agenda da dupla para 2015.

Rick anuncia separação (Foto: Reprodução/Instagram)

Rick anuncia separação (Foto: Reprodução/Instagram)

 

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última