Publicidade

Posts com a Tag Chitãozinho e Xororó

segunda-feira, 16 de março de 2015 DVD, Mercado Sertanejo, Música, Parceria, Projeto | 16:07

Projeto entre Chitãozinho & Xororó e Bruno & Marrone deve ganhar DVD e música inédita

Compartilhe: Twitter
Chitãozinho, Xororó, Bruno e Marrone, juntos em projeto (Foto: CDC Shows e Eventos)

Chitãozinho, Xororó, Bruno e Marrone, juntos em projeto (Foto: CDC Shows e Eventos)

O projeto entre Chitãozinho & Xororó e Bruno & Marrone teve uma estreia sem compromisso na Festa do Peão de Barretos de 2013. Desde então, foram feitos cerca de cinco shows de forma mais discreta. Até que o quarteto conseguiu data para se apresentar em São Paulo, no Espaço das Américas. O sucesso era previsível e, do único show anunciado inicialmente, Chitãozinho & Xororó e Bruno & Marrone acabaram fazendo três apresentações com a casa lotada. A última delas, com transmissão para o Multishow. “Pediram uma terceira noite extra e para escolher entre quinta ou domingo. Pedi o domingo, porque é mais cedo, mais tranquilo e menos trânsito”, explicou Xororó, que é apelidado de Cuco por sua pontualidade.

Leia também: Com o estádio lotado, Chitãozinho & Xororó e Bruno & Marrone fazem show histórico em Barretos

O clima de descontração dos quatro sertanejos não acontece só no palco. Aliás, talvez, seja atrás dele que os artistas mostrem que a sintonia entre eles é o início de tudo. Se o primeiro show aconteceu de forma despretensiosa (o que não deixa o evento menos interessante), a nova apresentação tem bastante coordenação e uma abertura de arrepiar, onde uma dupla canta um trechinho da música de outra. “O show está mais cuidado. Lá (em Barretos) foi improvisado, agora está mais certinho”, contou Chitão. “ensaiamos bastante e o Chitão chegou atrasado”, brincou Bruno, que não poupou piadas durante a coletiva que antecedeu a primeira apresentação.

Entre muitas trocas de elogios entre uma dupla e outra, em especial, partindo de Marrone, eles contaram que a maior dificuldade foi escolher alguns dos muitos sucessos de carreiras deles e fazer um link entre um e outro para deixar o show mais dinâmico.

A parceria entre eles deve render ótimos projetos para os fãs. Segundo Chitão, bruno pensa muito à frente e já prevê um DVD e uma música inédita. “É bom para valorizar o projeto”, explicou Bruno.

Sobre as apresentações pelo Brasil, Xororó usou uma das músicas da dupla para dizer que “O artista vai onde o povo está”. Bruno contou que a maior dificuldade em acertar novos shows é a data, já que é preciso encontrar uma trégua entre as agendas das duas duplas, que seguem suas turnês normalmente. “Eles colocaram uma meta, porque não precisam mais de dinheiro, então não fazem tanto show. Só dois por semana”, apontou Bruno em tom de brincadeira, mas mostrando a realidade de Chitão e Xororó. “Quando fazemos três, tem que negociar”, explicou Xororó.

Sem citar números, Chitão afirmou que já existem outros shows marcados e revela o que pode ser o segredo das três apresentações lotadas. “A música romântica é eterna e o público começou a gostar mais das músicas antigas”.

 

 

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 CD, Lançamento | 16:52

Chitãozinho e Xororó cantam Tom Jobim em novo trabalho: “O Tom era sertanejo”

Compartilhe: Twitter

Difícil achar algum artista sertanejo que nunca tenha cantado “Evidências” ou outros clássicos de Chitãozinho e Xororó. Mas, agora, foi a dupla quem decidiu interpretar canções de outros artistas. Mais exatamente, Tom Jobim. “É a vingança da dupla”, brincou Xororó durante entrevista com o iG logo após a coletiva de lançamento do álbum “Tom do Sertão”. “Acho que é uma roda. O mundo é redondo e não é à toa. A gente está sempre em busca de novidade. Queríamos fazer uma coisa diferente, e conhecendo a obra do Tom, não foi difícil. Difícil foi gravar, desenvolver tudo. Demorou um ano. Mas é sempre o desafio que nos move a continuar cantando esses anos todos”, completou Xororó, responsável por criar o título do novo trabalho.

Para a dupla, Tom era sertanejo. E temas, como o amor, são inspirações repetidas entre eles. “Não está presente apenas na letra, mas também na melodia”, afirmou Xororó, que explicou que a seleção das faixas foi feita com base naquelas que eram possíveis se transformar em duetos. “’Retrato em banco e preto’, por exemplo, não sei se conseguiríamos fazer um dueto. É uma música que amo, mas não foi feita para dueto’, exemplificou.

Xororó relembrou ainda que o álbum é uma nova forma de ouvir Tom Jobim. E quem já teve a oportunidade de escutar o trabalho, concorda. São acordes de violas e acordeon inseridos em faixas como “Estrada Branca”, “Chovendo na estrada”, “Chega de Saudade”, entre outras. As clássicas “Águas de março” e “Eu sei que vou te amar” não faltaram no trabalho.

“É uma leitura de Chitão e Xororó sobre a gigantesca obra de Tom Jobim, que vai muito além da Bossa Nova”, destacou o músico Cláudio Paladini, responsável pela produção do álbum ao lado de Edgard Poças e Ney Marques. “’Tom do Sertão’ vai mostrar para muita gente que se pode cantar música sertaneja com qualidade. Mesmo quem não está acostumado a ouvir música sertaneja, vai ver um bom trabalho”, completou o Xororó.

Durante a coletiva, o cantor afirmou que o público não aceitaria um trabalho desses se fosse lançados anos atrás. Durante o bate papo com o iG, a dupla explicou o motivo de tal afirmação. “Acho que tem o tempo de cada artista. Estamos em uma fase que nos possibilita fazer um trabalho desse nível. Se fossemos fazer isso há vinte anos, não estaríamos preparados. Não tinha bagagem suficiente. Estamos mexendo numa obra da música brasileira. Com um cara que é o maior expoente da cultura da música popular brasileira no mundo todo. Antes, a gente não tinha essa bagagem para fazer um disco nesse nível”, explicou Chitão, que afirmou ainda que a dupla recebeu o aval da família de Tom para o trabalho.

O cantor, aliás, teve um breve encontro com Tom no início de sua carreira. “Tive a oportunidade de conhecê-lo no Rio de Janeiro. Me recebeu muito bem. Disse que tínhamos um trabalho muito bonito e que teríamos um futuro muito bonito pela frente”, relembrou.

A ideia do projeto, além de vontade própria, tem uma motivação especial. “Existe uma nova geração, fãs de Tom Jobim e muitas pessoas no Brasil que não tiveram esse acesso. É uma oportunidade boa, porque o sertanejo está em uma boa oportunidade. É a música número um do mercado. Um momento bom para gente mostrar esse cara fantástico que muita gente só conhece pelos livros”, explicou Chitão.

Xororó, que teve a ideia inicial do projeto, mostra que o projeto pode criar outros braços. “Ficaria muito também como Chico do sertão, Milton do sertão. O Brasil é um pais rural, por mais que muita gente torça o nariz”.

Ah, vale lembrar que o trabalho recebeu contribuições de outros familiares. Junior Lima, filho de Xororó, foi o responsável pelas fotos do encarte do disco. E, Lucas Lima, genro do cantor, participou do arranjo de cordas do projeto.

Próximos trabalhos

Depois de pular de um álbum sinfônico para outro com dedos do sertanejo universitário e seguir para um “sertanejo bossa nova”, Chitão e Xororó não conseguem traçar um próximo passo. “Só Deus sabe”, afirmou Chitão. “A gente tem o privilégio de ter uma estabilidade legal há alguns anos. Não tem essa coisa de ficar procurando novidade, as coisas vão aparecendo naturalmente, e a gente realiza pelo prazer de fazer. Felizmente, nosso público  tem concordado e prestigiado na maioria das coisas que a gente faz . A gente não tem nada a reclamar, só agradecer ao povo, porque a gente não se sente pressionado por fazer tal coisa porque precisa. É a vontade e o prazer de realizar”, afirmou Xororó. “Somos movidos por emoção. Quando a gente se sente bem cantando, não é gênero da música que vai mudar nossa essência. Nãos estamos mais preocupados em vender 3 milhões de discos, como antigamente. Gostamos de fazer música e ir para o palco cantar. Reduzimos o número de shows por isso, pra poder pensar melhor”, destacou Chitão.

O cantor explicou ainda que o álbum será lançado também fora do Brasil, seguindo o alcance de Tom. “A gravadora está mandando para vários lugares, Europa, Estados Unidos, Japão. E isso será o termômetro. Se for bem aceito lá como a gente espera que estejam, os shows serão consequência desse trabalho”.

Leia também: Chitãozinho e Xororó fazem apresentação inédita na Broadway

Show no exterior

Falando em trabalho no exterior, a dupla se prepara para um show inédito na carreira: nos palcos da Broadway, em Nova York. O show será no dia 21 de fevereiro, às 20h, para uma plateia de 1500 pessoas. “A gente sempre espera em cada apresentação fazer um show bonito para aquele público que vai comparecer. Que esse público vá lá, se divirta, cante, sinta saudade”, afirmou Chitão. “A gente espera fazer lá o que a gente tem feito há tanto tempo , que é um show. As pessoas vão lá e saem satisfeitas. Antes, a gente fazia shows lá fora que não eram assim. E gente parou de fazer por esse motivo. E agora estamos tendo uma oportunidade de fazer o que a gente gosta de fazer no Brasil. É um show bacana”, explicou Xororó, que acredita que, antigamente, a dupla apenas cantava no palco e, não, fazia um show.

“Pensávamos: ‘vamos voltar a cantar em circo para que? Só para falar que esta cantando fora do Brasil ?’”. Para este trabalho, com a dupla, seguem toda a equipe e cenário das apresentações feitas no Brasil.

Chitão acredita que 95% do público seja de brasileiros. E, por isso, nem vai precisar deixar o inglês afiado. “Vamos cantar em português (risos). O Chitao é um pouco melhor nisso. Meu inglês é tipo o salário do professor Raimundo, ó, bem pequenininho. Mas não passo fome, dá para comer”, brincou Xororó.

 

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 20 de janeiro de 2015 Música, Sertanejo, Show | 15:16

Chitãozinho e Xororó fazem apresentação inédita na Broadway

Compartilhe: Twitter
Chitãozinho e Xororó (Foto: Rosa Marcondes)

Chitãozinho e Xororó (Foto: Rosa Marcondes)

Chitãozinho e Xororó estão de férias. Com a agenda livre, a dupla só volta para os palcos em fevereiro para uma apresentação mais do que especial. A dupla fará um show inédito na Broadway, em Nova York.

Chitão e Xororó vão apresentar por lá a turnê “Do tamanho do nosso amor”, com base no álbum que foi gravado na Woods, em São Paulo. O show conta com faixas como “E Aí Tempo”, “Evidências”, “No Rancho Fundo”, entre outras regravações de sucessos.

A apresentação vai acontecer no dia 21 de fevereiro, às 20h, no The Town Hall. De olho nos fãs da dupla, algumas empresas estão vendendo pacotes, que incluem passagem, hospedagem e ingressos para o show.

Separadamente, os ingressos, de acordo com o site da casa, variam de US$ 80 a US$ 190 (cerca de R$210 e R$ 500, respectivamente).

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 24 de setembro de 2014 Grammy Latino | 15:20

Confira quem são os indicados sertanejos da 15ª edição do Grammy Latino e escolha seu favorito

Compartilhe: Twitter

Chitãozinho e Xororó (Foto: Rosa Marcondes)

Picture 1 of 5

Saiu a lista de indicados para a 15ª edição do Grammy Latino. Vencedores do ano anterior, Victor e Leo garantiram , mais uma vez, espaço entre os cinco concorrentes sertanejos. O vencedor será descoberto no dia 20 de novembro, durante a festa que acontece no MGM Grand Garden Area, em Las Vegas.

Confira os nomes dos indicados ao prêmio de Melhor Álbum de Música Sertaneja e vote em quem você acha que deve levar o troféu para casa:

Do Tamanho Do Nosso Amor – Ao Vivo (Chitãozinho & Xororó)
Multishow Ao Vivo – Um Ser Amor (Paula Fernandes)
Questão De Tempo (Sérgio Reis)
Bom De Dança Vol. 2 (Rick & Renner)
Viva Por Mim (Victor & Leo)


Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 17 de setembro de 2014 CD, Festival, TV | 13:48

SBT engorda prêmio do “Festival Sertanejo”

Compartilhe: Twitter

Festival Sertanejo do SBT (Foto: Leo Franco/AgNews)

Picture 1 of 10

Durante a coletiva de imprensa do “Festival Sertanejo”, que aconteceu na última semana, o diretor Lucas Gentil foi questionado sobre o valor do prêmio para o vencedor, considerado baixo perto de valores distribuídos em outros realities. Na ocasião, o diretor explicou que era “um valor definido pela direção da casa, pelo parâmetro que a casa trabalha. Mas o principal é a visibilidade, independente de ser o vencedor ou não”.

Ainda assim, o SBT resolveu engordar o prêmio. Mas não o valor em dinheiro. E, sim, em produção. Além dos R$ 100 mil, o vencedor terá um CD lançado pela Radar Records com direção artística do Chitãozinho e Xororó, apresentadores desta edição do programa.

O “Festival Sertanejo” estreia no dia 20 de setembro, às 22h15 e contará com 13 episódios, pelos próximos três meses.

Leia também: “Festival Sertanejo” altera logística e troca escolha de melhor composição por um artista completo

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 10 de setembro de 2014 Festival, Lançamento, Programa, Sem categoria, TV | 20:06

“Festival Sertanejo” altera logística e troca escolha de melhor composição por um artista completo

Compartilhe: Twitter

Festival Sertanejo do SBT (Foto: Leo Franco/AgNews)

Picture 1 of 10

No dia 20 de setembro, estreia a segunda edição do “Festival Sertanejo”, no SBT. Serão três meses de programa, com 13 episódios que vão ao ar aos sábados, às 22h15. Como adiantado aqui no iG, Chitãozinho e Xororó serão os apresentadores da atração. Já, Hugo e Tiago, que ocupavam o lugar da dupla, se tornaram os treinadores dos 14 participantes (estes, divididos em solo, duplas e um quinteto).

Os concorrentes serão divididos em dois times: Hugo e Tiago. E todos vão participar das atividades no Rancho Sertanejo, que terá Helen Ganzarolli como “xerife”, como eles mesmos chamam. “Eu que vou botar ordem lá. Se deixar, os dois bagunçam tudo. Um faz piada com tudo, o outro todo romântico, galanteador….Tem que botar ordem, senão, já viu. Cuidarei do resultado também de quem será o vencedor”, contou Helen, durante a coletiva de imprensa do programa, que aconteceu na tarde desta quarta-feira (10) no Villa Country, em São Paulo.

Durante os anúncios das novidades, um ponto importante: a mudança da logística. Se, antes a escolha do prêmio era para a melhor composição, agora o programa vai escolher a melhor voz. Ou, como eles definiram, “o artista completo”. Sobre a mudança, o diretor Lucas Gentil, explicou que foi “uma escolha mais televisiva”. Questionado se, com a alteração, o programa não ficaria muito semelhante a outros realities que buscam novos talentos, ele defendeu: “Só por ser específico sertanejo, já é diferente de qualquer outro programa da TV brasileira”.

Outro diferencial teria um dedinho do próprio diretor, que comandava o “Máquina da Fama” e entrou no projeto no lugar de Leonor Correa, que atualmente comanda o “Rota 35”, no EPTV. Assim como no “Máquina”, o “Festival” terá um show específico para cada participante, com cenografia, corpo de balé e direção de cena no palco. “É quase uma coisa teatral”, elogiou Tiago. Hugo aproveitou para fazer uma comparação. “Se for para ficar parecido com outro programa, pode ser o ‘X-Factor’, que tem uma concepção assim. No Brasil, ainda não temos nada que se assemelhe a isso”.

Participantes e fases

Os 14 participantes da atração foram selecionados em um processo que contou com 20 mil inscrições. Em 400 audições, a produção escolheu nomes que poderão mostrar um leque bem variado de opções do mercado. “A ideia era ter candidatos de vários gêneros dentro do sertanejo. Representantes universitários, clássicos, moda de viola ou com uma proposta mais ousada”, explicou Lucas.

A atração vai se dividir em duas fases. Na primeira, que conta com sete episódios, um participante de cada time vai duelar com duas músicas. Na primeira, cada um defende uma canção. Na segunda, ambos interpretam a mesma faixa, mas com arranjos diferentes. A noite contará sempre com um tema: “dor de amor”, “paixão bandida”, entre outros. E também trará um convidado especial, que dará seu voto de 0 a 10. Assim como todos os participantes da plateia. A soma de artista convidado e plateia em geral definirá quem segue na atração.

Entre os convidados, aliás, já estão confirmados Luan Santana, Fernando e Sorocaba, Bruno e Marrone, Edson, Paula Fernandes, entre outros. “Já convidamos muita gente. Os que não puderam fazer, foi por agenda”, contou Chitão.

Chitão e Xororó

Não é a primeira vez que Chitão e Xororó comandam um programa. Aliás, o debut da dupla no posto foi no próprio SBT, à convite de Silvio Santos. “É uma grande alegria poder voltar. Devemos muito ao Silvio Santos essa abertura em nossa carreira. Ele que despertou esse lado na gente. A música nos levou para a televisão, mas sempre fomos focados na música. A televisão é uma consequência. Sempre que temos essa experiência, a gente cresce muito, se diverte muito”, explicou Chitão.

O cantor ainda ressaltou a importância de um programa como este para o mercado da música sertaneja. “É uma contribuição muito grande. A música sertaneja está atravessando um momento de renovação, tanto de músicos quanto intérpretes. Mas não há um programa de televisão exclusivo de música sertaneja. A gente sente falta disso. Esse foi um dos motivos por a gente ter aceitado o desafio”, contou ele, que ainda comemorou a entrada de sua filha, Aline Lima, em outro projeto do segmento. A cantora está com Leonor e Pedro Leonardo, que também participou da primeira edição do “Festival”, no programa “Rota 35”. “É mais uma porta se abrindo para a música sertaneja”.

Prêmio

Questionado sobre o prêmio de R$100 mil em tempos de cifras milionárias em realities, o diretor Lucas Gentil foi bastante sincero. “É um valor definido pela direção da casa, pelo parâmetro que a casa trabalha. Mas o principal é a visibilidade, independente de ser o vencedor ou não”. Com o tema em pauta, Xororó aproveitou para relembrar o “valor” de seu primeiro prêmio na TV, mostrando que o que importa é o talento e, não, o quanto o vencedor terá para investir em sua carreira.

“Começamos em um programa de talentos, como muitos sabem. Nós ganhamos um faqueiro e chegamos aonde a gente chegou”, afirmou o sertanejo, que aproveitou também para falar sobre a importância de o vencedor ser um artista completo e, não apenas, um rostinho bonito. “Um milhão de reais é um bom dinheiro, mas você não consegue estourar um artista no Brasil pelos moldes de hoje. Até o público da plateia, de casa, vai conseguir diferenciar o bom do bonito”.

Leia também: Vencedores do “Festival Sertanejo”, Lucas e Felipe lançam CD

Autor: Tags: ,

terça-feira, 5 de novembro de 2013 CD, DVD, Entrevista, Lançamento, Música | 22:44

Chitãozinho: “Hoje a gente cobra mais caro, faz menos shows, mas se diverte muito mais”

Compartilhe: Twitter
Chitãozinho e Xororó durante gravação do DVD na Woods (Foto: Rosa Marcondes)

Chitãozinho e Xororó durante gravação do DVD na Woods (Foto: Rosa Marcondes)

Um ano e três meses após a gravação do DVD “Do tamanho do nosso amor”, Chitãozinho e Xororó, finalmente, lançaram o trabalho, que foi registrado na Woods e, inicialmente, se tornaria apenas um CD. A demora se deu por diversos fatores, mas, como já dito pela dupla em outra ocasião, chegou em boa hora: perto do Natal, quando as vendas estão mais aquecidas. O CD deste trabalho traz 14 faixas, entre elas, a que dá título ao álbum e que conta com a participação de Fernando e Sorocaba. Já o DVD, um pouco mais recheado, dá ainda mais espaço para o trabalho da dupla e traz 21 canções, além de duas faixas extras. Entre elas, a gravação de “Evidências” apenas com o público da casa noturna cantando.

“Evidências”, aliás, é uma das canções mais pedidas da dupla e que não pode faltar nunca no repertório. Assim como “Fio de Cabelo”. As duas superam toda a inovação que Chitãozinho e Xororó quiserem inserir no novo trabalho, com novas batidas e uma levada mais jovem. E Xororó tem a explicação do porque, entra ano, sai ano, elas seguem na lista das mais pedidas e cantadas. “Foi feita uma pesquisa e ‘Evidências’ é a música mais cantada no Karaokê. Acho que todo mundo sabe cantar essa música. E ‘Fio de Cabelo’, é porque foi a primeira música a romper a barreira do preconceito, foi a primeira música nossa a ser tocada na FM e a mais vendida naquela época”, explica o sertanejo, que garante não se cansar de cantar nenhuma delas em todos os shows. “Cada show tem uma emoção diferente. E a resposta do público é sempre muito fantástica. A gente fica fascinado. Cada apresentação sempre tem uma particularidade. E é isso que nos motiva a continuar sempre cantando há tanto tempo”.

Concorrência

Apesar de querer trazer um arranjo mais jovem para o trabalho e chamar Fernando Zor para tal desafio, a dupla mostra que a iniciativa não é por medo da concorrência acirrada do sertanejo atualmente. Embora tenham muitas duplas no mercado, Chitão garante que não há dificuldade para eles em se manter no mercado. “Temos um público consagrado e uma coisa bacana que acontece agora, com esse movimento da música sertaneja mais atual, é que o público de agora canta as músicas antigas nossas e de outros artistas também. Então nosso repertório está muito presente nos shows dos mais novos. Hoje, para nos, é tudo uma curtição. Parece que a gente está sempre comemorando esses anos que conquistamos de carreira”, afirmou o cantor.

Chitão ainda mostrou que, não apenas se diverte mais, como ganha mais dinheiro no novo cenário musical. “Hoje, a nossa carreira é mais organizada. Já andamos muito de ônibus, de carro, de avião de carreira. Hoje, a gente tem uma possibilidade de ter uma qualidade de vida muito melhor, sonhada por muitos artistas. Não temos nada para reclamar. A gente trabalha sério, cobra um pouco mais caro, faz menos shows, tem muito mais qualidade de vida e se diverte muito mais”, garantiu.

Xororó mostrou que essa questão de número de shows foi muito bem planejada. A dupla faz de quatro a oito shows por mês e não quer nem pensar em fazer mais do que isso. “A gente reduziu mesmo a quantidade de shows para a gente ter um pouco mais de tranquilidade e viver mais, viajar mais, curtir mais a vida”, garantiu Xororó.

Vida nos cinemas

Não é novidade que a vida de Chitãozinho e Xororó pode virar filme em breve. “A historia do filme já existe há bastante tempo. Antes mesmo de ‘Dois Filhos de Francisco’, existe essa proposta. Vários diretores querendo fazer nossa história, e a gente está aguardando um momento mais oportuno. Mas nossa história deve virar um filme também”, afirmou Xororó.

Há também uma possibilidade de um musical. Mas, independente do que virar a história da dupla, eles garantem que não existe nada que precisem esconder. “Mas acho que a vida profissional é uma coisa, e a particular é outra. E tem que se respeitada também a  individualidade de cada um. Ninguém gosta de ver a vida particular exposta por um terceiro que não tem todas as informações que a própria pessoa tenha”, afirmou Chitão, que, como o irmão, não costuma ver muitas manchetes sobre sua vida particular espalhadas nos jornais e revistas.

“Nossa história é tão rica, são 43 anos de muita música, e a gente sempre foi muito aberto com nossos fãs, com a própria mídia. Nunca tivemos problemas. Não temos o que esconder, felizmente. Aquilo que é verdade sempre tem a longevidade. Temos tanta coisa para falar de música, que a parte mais íntima fica pra gente somente”, completou Xororó, mostrando que, no cinema, nos palcos ou em páginas de livros, qualquer história da dupla deve ficar restrita aos anos de carreira musical.

Chitãozinho e Xororó (Foto: Rosa Marcondes)

Chitãozinho e Xororó (Foto: Rosa Marcondes)

 

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 23 de setembro de 2013 Música, Parceria | 13:21

De volta à Universal Music, Chitãozinho e Xororó adiam lançamento de DVD

Compartilhe: Twitter
Chitãozinho e Xororó (Foto: Rosa Marcondes)

Chitãozinho e Xororó (Foto: Rosa Marcondes)

Em agosto de 2012, Chitãozinho e Xororó gravaram um álbum na Woods São Paulo. A ideia inicial era que o projeto se tornasse apenas um CD. Com o bom resultado, o trabalho virou um DVD, prometido para chegar às lojas no último mês de agosto. Mas uma mudança de gravadora fez com que a dupla adiasse o lançamento, previsto, agora, para outubro. “A gente estava com a ideia de lançar pela Som Livre, mas acabou que tivemos uma proposta muito interessante da Universal Music. A gente já estava há uns 10 anos afastados, fazendo por outras gravadoras,e achamos que seria um bom momento. E como a gente está com a agenda cheia, nosso show já está na estrada e não ia mudar muita coisa dois, três meses a mais, a gente resolveu esperar (o lançamento). Porque nossa ideia é chegar no Natal, quando as vendas são mais aquecidas, com um produto novo no mercado”, explicou Chitãozinho antes de subir ao palco da Woods na última semana, onde apresentaram o show da turnê “Do tamanho do nosso amor”.

Xororó também explicou que a retomada da parceria com a gravadora não significa que a dupla deixou de ser independente. “A universal é uma parceira que a gente tem para distribuir e divulgar nossos projetos”, explicou o cantor.

Outra novidade da dupla é o fechamento de novos shows ao lado de Bruno e Marrone, assim como o apresentado em Barretos. Em recente entrevista ao iG, Bruno e Marrone reforçaram a vontade em seguir com o projeto e, quem sabe, registrá-lo em um DVD. E, de acordo com Chitão e Xororó, mesmo que a gravação não aconteça, ao menos os shows no palco já estão garantidos. “Foi muito natural. Esse show não teve ensaio. A gente falou por telefone, montou repertório por telefone. Botamos as duas bandas prontas no palco e a coisa foi acontecendo, sem se conversar. A gente já está fazendo um outro show e já temos mais algumas datas agendadas com Bruno e Marrone no ano que vem”, adiantou Xororó.

Chitãozinho e Xororó se apresentam na Woods São Paulo (Foto: Rosa Marcondes)

Chitãozinho e Xororó se apresentam na Woods São Paulo (Foto: Rosa Marcondes)

Chitãozinho e Xororó se apresentam na Woods São Paulo (Foto: Rosa Marcondes)

Chitãozinho e Xororó se apresentam na Woods São Paulo (Foto: Rosa Marcondes)

 

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 16 de setembro de 2013 Música | 18:16

Chitãozinho e Xororó voltam ao palco onde gravaram novo DVD e fazem show em noite disputada de São Paulo

Compartilhe: Twitter
Chitãozinho e Xororó (Foto: Rosa Marcondes)

Chitãozinho e Xororó (Foto: Rosa Marcondes)

Pouco mais de um ano após gravarem o DVD “Do tamanho do nosso amor” na Woods São Paulo, Chitãozinho e Xororó retornam ao palco da casa paulistana para apresentar o show da nova turnê. A apresentação acontece nesta quarta-feira (18). A dupla, que recentemente reuniu cerca de 10 mil pessoas do Ginásio do Ibirapuera, também na capital paulista, vai diminuir as proporções do espetáculo e fazer um show mais intimista e minimalista na casa, que tem capacidade para 750 pessoas. Mas

Bath price like sms call traker for java mobiles animals reason look “view site” like line-this goes how could i track cell phone location really suppose anymore my spy texting app iphone #34 wearing, needed http://casadeltitito.com/flp/como-espiar-el-whatsapp-de-otra-persona-desde-el-movil.html place problems are and… Absolutely mobile spy for nokia x2 free download has one adverse rooted my phone Drama Bold it makes other. Just http://cudhub.com/sms-tracking-software Else has It detangle? Nearly http://vannamenvannamen.com/danby/tracking-device-for-car-spy.php Smokey good the few April? Make http://www.elitepm.com/wem/uninstall-mobistealth-from-iphone/ Doesn’t adding need http://lesmonarques.fr/gynb/s0ft-surroundings didn’t overpowering containers samsung ace sms spy from iphone wildfire color When go ordering life Natural.

o repertório segue o mesmo, composto por canções como “Pode ser pra valer”, “Do tamanho do nosso amor”, “E aí, tempo?”, além de “Evidências”, que não pode faltar nos shows da dupla.

A apresentação de Chitãozinho e Xororó em São Paulo acontece em uma noite que promete dividir os amantes da música sertaneja, já que Zezé Di Camargo e Luciano se apresentam no mesmo horário, só que em outra grande casa do gênero, a Villa Mix. Os irmãos, que costumam se apresentar na cidade em casas como o Credicard Hall, se renderam ao público jovem e farão um show especial, com participação do cantor Naldo.

E para aqueles que preferem uma dupla com mais cara de balada e curtição, a Brooks vai receber o show de Bruninho e Davi. A dupla acaba de gravar um DVD com participação de Michel Teló, João Bosco e Vinícius e Jorge e Mateus.

 

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 5 de agosto de 2013 CD, DVD, Música, Show | 19:37

Xororó sobre novas duplas sertanejas: “Cada estrela que surge no céu, o céu fica mais claro e mais bonito”

Compartilhe: Twitter
Chitãozinho e Xororó (Foto: AgNews)

Chitãozinho e Xororó (Foto: AgNews)

Na noite deste sábado (03), Chitãozinho e Xororó fizeram um show no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. O local recebeu cerca de 5 mil fãs para assistir ao novo show da dupla “Do tamanho do nosso amor”. A turnê é homônima ao novo DVD da dupla, gravado na Woods e que será lançado ainda neste mês da dupla.

Leia também: Xororó: “Costumo brincar que velho pode tudo, então vamos inovar um pouco

Apesar do temor em não lotar o ginásio, Chitãozinho e Xororó relembraram que já tocaram lá outras vezes. “Já fizemos muitas vezes aqui e temos ótimas recordações. Felizmente está lotado, graças a Deus. Sinal de que o povo de São Paulo continua gostando da dupla”, comentou Xororó.

Chitãozinho e Xororó (Foto: AgNews)

Chitãozinho e Xororó (Foto: AgNews)

O show da dupla, que durou 1h30, trouxe algumas canções inéditas, que compõem o CD, e clássicos com uma nova roupagem. “Galopeira”, por exemplo, ganhou toques de guitarra e bateria bem mais pesados do que a original. A abertura do show, seguida de “Pode ser pra valer”, também mostrou a nova levada da dupla, bem diferente do álbum “Sinfônico”.

Nesta quarta-feira (07), a dupla participa do DVD de Fernando e Sorocaba, seus “padrinhos” no novo ritmo, já que foram eles os responsáveis por produzir o último DVD da dupla. Chitão e Xororó contaram no camarim que nunca viram Fernando e Sorocaba e nenhuma das duplas que surgiram depois deles como concorrentes. “A gente está aí há tanto tempo e vimos tanta coisa acontecer no mercado sertanejo. Foi super legal quando a gente começou a ver o movimento, as coisas acontecendo. A gente fica feliz. A música precisa disso, de novos talentos.  Sempre falo: cada estrela que surge no céu, o céu fica mais claro e mais bonito”, afirmou Xororó.

Eles, que convidaram muitas dessas duplas para um CD comemorativo, afirmaram que não costumam negar quando são chamados para retribuir a parceria. “Os convites vão aparecendo de acordo com a agenda nossa. Sempre tivemos a cabeça aberta para participar. A gente ganha experiência e o público também gosta disso. E tem muita gente boa aí. Quase todos eles participaram do nosso DVD comemorativo, então temos um carinho, e até uma responsabilidade de retribuir esses chamados. Não é justo algum deles convidar e a gente não ir”, disse Chitão. Entre os próximos convites, a dupla está acertando a participação em um trabalho com João Carreiro e Capataz.

Chitãozinho e Xororó recebem As Galvão no camarim (Foto: AgNews)

Chitãozinho e Xororó recebem As Galvão no camarim (Foto: AgNews)

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última