Publicidade

Posts com a Tag Festival Sertanejo

sexta-feira, 26 de setembro de 2014 CD, DVD, EP, Festival, Gravações | 10:00

Fernando e Sorocaba preparam EP com cinco faixas que estarão no próximo DVD

Compartilhe: Twitter
Fernando e Sorocaba (Foto: Roberto Nemanis/SBT)

Fernando e Sorocaba (Foto: Roberto Nemanis/SBT)

Há algumas semanas, Fernando e Sorocaba gravaram um DVD com detalhes trancados a sete chaves. O motivo? “Qualquer coisa que a gente fale, o povo já entrega tudo e faz antes da gente. Então a gente quer desenhar isso direitinho. É uma ideia superdiferente, que vai de encontro a tudo. Porque existe uma certa saturação no mercado dos DVDs e acho que dá pra fazer uma coisa diferente. Estamos trabalhando nisso. Esse DVD vai dar o que falar”, afirmou Sorocaba em conversa com o iG, antes de entrar para a gravação do “Festival Sertanejo”.

Para a espera dos fãs não ser tão longa, a dupla vai lançar um EP com cinco faixas inéditas, mas que foram gravadas no DVD. “A gente vai fazer elas num formato diferente para colocar no EP”, explicou Fernando. O trabalho deve chegar ao mercado entre o final de outubro e começo de novembro. Já o DVD, que conta com 18 faixas, fica para 2015.

Show diferenciado

Nesta sexta (26) e sábado (27), a dupla leva pelo segundo ano consecutivo seu show ao Citibank Hall, em São Paulo, em um formato mais calmo, onde os fãs ficam acomodados em mesas em vez de se jogarem na pista. “Fora os Premiuns, que são nossos shows beneficentes e que fazemos com o público sentado mesmo, é o único show em que a gente faz de mesa. É um show diferente, que a gente conta um pouco mais de nossa historia, uma experiência diferente”, afirmou Sorocaba. “Mas tem uma hora que todo mundo levanta”, relembrou Fernando.

“Festival Sertanejo”

Convidados do segundo episódio do “Festival Sertanejo”, que vai ao ar neste sábado (27), a dupla mostrou que não tem medo de uma possível concorrência que possa surgir em programas que buscam talentos. “É benefício total. Quem ganha é a música sertaneja, que se alimenta de novos talentos de tempos em tempos. É muito importante nascerem novos talentos todos os anos. Quem é bom, tem que se garantir, correr atrás. Quem ganha com isso é o público”, afirmou Sorocaba.

“E ninguém melhor pra conduzir isso do que Chitãozinho e Xororó, que entende tudo de música sertaneja. Certeza que todos que estão no programa tem eles como inspiração”, afirmou Fernando, que produziu o último álbum da dupla de apresentadores. Álbum, aliás, que disputa o Grammy Latino deste ano.

Fernando e Sorocaba, que estão sempre em busca de caras novas e trabalhos diferentes do que já saturam o mercado, afirmaram que a atração é uma ótima peneira para encontrar grandes talentos. “Por incrível que pareça, muitos dos artistas que estão aí a gente já viu pela estrada na batalha. É que, às vezes, tem um volume de gente muito grande e você não consegue ter aquele tempo pra enxergar o artista. Talvez esse seja o momento. Muito legal para empresários e escritórios do Brasil afora visualizarem novos talentos”, apontou Sorocaba.

Camarim

A conversa com Fernando e Sorocaba aconteceu no camarim montado para a dupla no SBT. Pelos corredores das emissoras, sempre rolam algumas histórias de pedidos mirabolantes e exigências de artistas nos camarim. Munidos de água, café e alguns sanduíches naturais, a dupla garantiu que não está na lista de artistas exigentes.

“Nosso camarim foi sempre muito padrão. Não pedimos coisas mirabolantes. E o camarim de TV é isso aqui, sanduichinho, água, suco, acabou. Tá ótimo. Só pra ter um confortinho”, afirmou Sorocaba, que ainda explicou o motivo de os camarins de estrada serem bem melhor abastecidos. “Geralmente, o camarim de estrada é feito muito mais para convidados, contratantes, um amigo que você leva”.

Fernando, se possível, faria um “simples” pedido para esses lugares. “Se eu pudesse, eu montava uma cozinha pra cozinhar na hora. Não sou chefe, mas gosto de cozinhar”, garantiu.

Fernando e Sorocaba participam do Festival Sertanejo (Foto: Roberto Nemanis/SBT)

Fernando e Sorocaba participam do Festival Sertanejo (Foto: Roberto Nemanis/SBT)

 

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 17 de setembro de 2014 CD, Festival, TV | 13:48

SBT engorda prêmio do “Festival Sertanejo”

Compartilhe: Twitter

Festival Sertanejo do SBT (Foto: Leo Franco/AgNews)

Picture 1 of 10

Durante a coletiva de imprensa do “Festival Sertanejo”, que aconteceu na última semana, o diretor Lucas Gentil foi questionado sobre o valor do prêmio para o vencedor, considerado baixo perto de valores distribuídos em outros realities. Na ocasião, o diretor explicou que era “um valor definido pela direção da casa, pelo parâmetro que a casa trabalha. Mas o principal é a visibilidade, independente de ser o vencedor ou não”.

Ainda assim, o SBT resolveu engordar o prêmio. Mas não o valor em dinheiro. E, sim, em produção. Além dos R$ 100 mil, o vencedor terá um CD lançado pela Radar Records com direção artística do Chitãozinho e Xororó, apresentadores desta edição do programa.

O “Festival Sertanejo” estreia no dia 20 de setembro, às 22h15 e contará com 13 episódios, pelos próximos três meses.

Leia também: “Festival Sertanejo” altera logística e troca escolha de melhor composição por um artista completo

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 10 de setembro de 2014 Festival, Lançamento, Programa, Sem categoria, TV | 20:06

“Festival Sertanejo” altera logística e troca escolha de melhor composição por um artista completo

Compartilhe: Twitter

Festival Sertanejo do SBT (Foto: Leo Franco/AgNews)

Picture 1 of 10

No dia 20 de setembro, estreia a segunda edição do “Festival Sertanejo”, no SBT. Serão três meses de programa, com 13 episódios que vão ao ar aos sábados, às 22h15. Como adiantado aqui no iG, Chitãozinho e Xororó serão os apresentadores da atração. Já, Hugo e Tiago, que ocupavam o lugar da dupla, se tornaram os treinadores dos 14 participantes (estes, divididos em solo, duplas e um quinteto).

Os concorrentes serão divididos em dois times: Hugo e Tiago. E todos vão participar das atividades no Rancho Sertanejo, que terá Helen Ganzarolli como “xerife”, como eles mesmos chamam. “Eu que vou botar ordem lá. Se deixar, os dois bagunçam tudo. Um faz piada com tudo, o outro todo romântico, galanteador….Tem que botar ordem, senão, já viu. Cuidarei do resultado também de quem será o vencedor”, contou Helen, durante a coletiva de imprensa do programa, que aconteceu na tarde desta quarta-feira (10) no Villa Country, em São Paulo.

Durante os anúncios das novidades, um ponto importante: a mudança da logística. Se, antes a escolha do prêmio era para a melhor composição, agora o programa vai escolher a melhor voz. Ou, como eles definiram, “o artista completo”. Sobre a mudança, o diretor Lucas Gentil, explicou que foi “uma escolha mais televisiva”. Questionado se, com a alteração, o programa não ficaria muito semelhante a outros realities que buscam novos talentos, ele defendeu: “Só por ser específico sertanejo, já é diferente de qualquer outro programa da TV brasileira”.

Outro diferencial teria um dedinho do próprio diretor, que comandava o “Máquina da Fama” e entrou no projeto no lugar de Leonor Correa, que atualmente comanda o “Rota 35”, no EPTV. Assim como no “Máquina”, o “Festival” terá um show específico para cada participante, com cenografia, corpo de balé e direção de cena no palco. “É quase uma coisa teatral”, elogiou Tiago. Hugo aproveitou para fazer uma comparação. “Se for para ficar parecido com outro programa, pode ser o ‘X-Factor’, que tem uma concepção assim. No Brasil, ainda não temos nada que se assemelhe a isso”.

Participantes e fases

Os 14 participantes da atração foram selecionados em um processo que contou com 20 mil inscrições. Em 400 audições, a produção escolheu nomes que poderão mostrar um leque bem variado de opções do mercado. “A ideia era ter candidatos de vários gêneros dentro do sertanejo. Representantes universitários, clássicos, moda de viola ou com uma proposta mais ousada”, explicou Lucas.

A atração vai se dividir em duas fases. Na primeira, que conta com sete episódios, um participante de cada time vai duelar com duas músicas. Na primeira, cada um defende uma canção. Na segunda, ambos interpretam a mesma faixa, mas com arranjos diferentes. A noite contará sempre com um tema: “dor de amor”, “paixão bandida”, entre outros. E também trará um convidado especial, que dará seu voto de 0 a 10. Assim como todos os participantes da plateia. A soma de artista convidado e plateia em geral definirá quem segue na atração.

Entre os convidados, aliás, já estão confirmados Luan Santana, Fernando e Sorocaba, Bruno e Marrone, Edson, Paula Fernandes, entre outros. “Já convidamos muita gente. Os que não puderam fazer, foi por agenda”, contou Chitão.

Chitão e Xororó

Não é a primeira vez que Chitão e Xororó comandam um programa. Aliás, o debut da dupla no posto foi no próprio SBT, à convite de Silvio Santos. “É uma grande alegria poder voltar. Devemos muito ao Silvio Santos essa abertura em nossa carreira. Ele que despertou esse lado na gente. A música nos levou para a televisão, mas sempre fomos focados na música. A televisão é uma consequência. Sempre que temos essa experiência, a gente cresce muito, se diverte muito”, explicou Chitão.

O cantor ainda ressaltou a importância de um programa como este para o mercado da música sertaneja. “É uma contribuição muito grande. A música sertaneja está atravessando um momento de renovação, tanto de músicos quanto intérpretes. Mas não há um programa de televisão exclusivo de música sertaneja. A gente sente falta disso. Esse foi um dos motivos por a gente ter aceitado o desafio”, contou ele, que ainda comemorou a entrada de sua filha, Aline Lima, em outro projeto do segmento. A cantora está com Leonor e Pedro Leonardo, que também participou da primeira edição do “Festival”, no programa “Rota 35”. “É mais uma porta se abrindo para a música sertaneja”.

Prêmio

Questionado sobre o prêmio de R$100 mil em tempos de cifras milionárias em realities, o diretor Lucas Gentil foi bastante sincero. “É um valor definido pela direção da casa, pelo parâmetro que a casa trabalha. Mas o principal é a visibilidade, independente de ser o vencedor ou não”. Com o tema em pauta, Xororó aproveitou para relembrar o “valor” de seu primeiro prêmio na TV, mostrando que o que importa é o talento e, não, o quanto o vencedor terá para investir em sua carreira.

“Começamos em um programa de talentos, como muitos sabem. Nós ganhamos um faqueiro e chegamos aonde a gente chegou”, afirmou o sertanejo, que aproveitou também para falar sobre a importância de o vencedor ser um artista completo e, não apenas, um rostinho bonito. “Um milhão de reais é um bom dinheiro, mas você não consegue estourar um artista no Brasil pelos moldes de hoje. Até o público da plateia, de casa, vai conseguir diferenciar o bom do bonito”.

Leia também: Vencedores do “Festival Sertanejo”, Lucas e Felipe lançam CD

Autor: Tags: ,

domingo, 17 de agosto de 2014 Festival, Música, TV | 14:16

Vencedores do “Festival Sertanejo”, Lucas e Felipe lançam CD

Compartilhe: Twitter

Lucas e Felipe: (Foto: Divulgação)

Picture 1 of 4

Há um mês para o “Festival Sertanejo” do SBT iniciar sua segunda temporada, a dupla vencedora da primeira edição lançou o álbum “Estou em suas mãos”. O CD de Lucas e Felipe foi totalmente custeado pela emissora, já que este era parte do prêmio. “E certamente ficamos muito felizes com o resultado. Afinal de contas, foi produzido por um dos maiores produtores do Brasil: César Augusto”, comentou a dupla.

Sobre a participação do produtor, aliás, os meninos são só elogios: “Foi maravilhoso para nós, termos a oportunidade de gravar com ele. Somos fãs do seu trabalho, desde criança. A responsabilidade em fazer tudo da melhor maneira possível, era enorme, pois estávamos gravando com o produtor que já produziu e gravou os maiores nomes da música sertaneja deste país”.

Lucas e Felipe contaram ao iG que, desde que venceram o programa, o número de shows subiu em 50% e o valor do cachê também ganhou um acréscimo. “Foi muito bacana. Conseguimos expandir o nosso mercado de shows e fidelizamos ainda mais o nosso público. Atualmente, contamos com mais de 50 Fã Clubes cadastrados em nosso site. Com certeza, grande parte disso, é fruto do ‘Festival Sertanejo’, afirmou a dupla, que hoje conta com cerca de 15 shows mensais na agenda.

No CD, a faixa “Veja Bem” (ouça abaixo), vencedora do programa, teve espaço garantido. Ela é uma das dez canções do álbum, sendo que seis delas são mais românticas e, quatro, animadas. “Uma dessas músicas românticas é a ‘Muda de vida’, regravação de Zezé Di Camargo e Luciano. O trabalho está sendo muito bem aceito em todas as rádios. Conseguimos colocar a nossa cara no disco. E seja em qual for a profissão, quando transmitimos a nossa verdade, as pessoas conseguem captar e entender melhor”, contou a dupla.

Para os participantes da próxima edição do “Festival Sertanejo”, Lucas e Felipe deixam alguns conselhos. “Foco e muita força de vontade. Desde o primeiro dia em que entramos no programa, focamos totalmente ali. Sabíamos que estávamos concorrendo com cantores e cantoras de altíssimo nível. Por isso, sempre nos preparávamos muito, antes de cada apresentação”.

Leia mais: Pedro Leonardo fica de fora do “Festival Sertanejo” e Chitãozinho e Xororó assumem apresentação

 

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 7 de agosto de 2014 Sem categoria, TV | 14:17

Pedro Leonardo fica de fora do “Festival Sertanejo” e Chitãozinho e Xororó assumem apresentação

Compartilhe: Twitter
Chitãozinho & Xororó (Foto: Claudio Augusto)

Chitãozinho & Xororó (Foto: Claudio Augusto)

A segunda edição do “Festival Sertanejo” segue com a mesma logística dos convidados. Já para os apresentadores, tudo muda. Da primeira edição, só Helen Ganzarolli segue no posto.

Hugo e Thiago ganharão novas funções e deixarão o posto da apresentação para Chitãozinho e Xororó, dupla que se apresentou na final do reality musical. Com as duas duplas no palco, o festival marcará um encontro de gerações da música sertaneja, refletindo o mercado atual.

Pedro Leonardo se despede de vez do programa e fica de fora da atração do SBT. O “Festival sertanejo” tem estreia prevista para setembro.

 

Autor: Tags: ,

terça-feira, 11 de junho de 2013 Música, TV | 13:43

Pedro Leonardo sobre fim da dupla: “Minha voz não está legal para cantar”

Compartilhe: Twitter

Pedro Leonardo deixa dupla e assume posto de apresentador (Foto: André Giorgi

Picture 1 of 9

Pouco mais de um ano após sofrer um grave acidente de carro, Pedro Leonardo está cheio de novidades. Umas boas, outras nem tanto. Ao menos para os fãs da dupla Pedro e Thiago. Recentemente, o filho de Leonardo anunciou o fim de sua parceria musical com o primo.

Pelas redes sociais, Thiago deixou claro que a decisão não teria partido dele e, sim, de Pedro. “Foi uma decisão técnica, do acidente. Minha voz não está legal para cantar e, voltar a cantar com a voz do jeito que está, eu não volto”, contou ele, que inicia, então, uma nova fase na carreira. Ainda no meio musical, ele vai estrear como apresentador do “Festival Sertanejo”, novo reality do SBT, que entra no ar neste sábado (15).

Leia mais: Leonor Corrêa sobre “Festival Sertanejo”: “Não é um reality de quem pegou quem”

Pedro estará ao lado de Helen Ganzarolli e da dupla Hugo e Tiago na atração. Com o início da nova etapa profissional, o cantor quer se dedicar exclusivamente a esse posto. Mas garante que o ingresso no reality não teve nenhuma interferência no fim da carreira musical. “Eu jamais enrolaria meu primo mais um ano na vida dele. Ele me esperou. Fez uns shows sozinho, mas ele me esperou. E eu jamais falaria para ele: ‘Primo, vamos ver mais um ano’”.

Confira o bate-papo que Pedro Leonardo bateu com o iG na Casa Sertaneja, espaço que vai abrigar os participantes do programa durante os dias de atividades da atração.

iG: Você está totalmente preparado para apresentar o programa?
Pedro Leonardo:
Preparadíssimo. Estou com saudade de trabalhar, de fazer uma coisa boa e, quando recebi esse convite, fiquei muito feliz de poder participar. Vai ser muito bacana. Conhecer a melhor música inédita do ano, trabalhar com música, que é uma coisa que faço desde os 12 anos de idade, para mim, foi muito bom.

iG: Tem recebido dicas de alguns apresentadores, de alguém?
Pedro Leonardo:
Ainda não. Recebi um conselho do meu pai: “Meu filho, seja você. Nunca tente interpretar ou fingir que você é outra pessoa”.

iG: Foi por causa do programa que você decidiu largar a carreira musical?
Pedro Leonardo:
Não. Foi independente. A minha voz, para cantar, ainda não está legal e eu jamais enrolaria meu primo mais um ano na vida dele. Ele me esperou. Fez uns shows sozinho, mas ele me esperou. E eu jamais falaria para ele: “Primo, vamos ver mais um ano”. Vou fazer o que consigo fazer e o que gosto de fazer. A Leo (Leonor Corrêa, diretora da atração) elogiou meu trabalho. Claro, tem coisas para melhorar, não é perfeito. Mas quero focar  e me dedicar a apresentar o “Festival Sertanejo”.

iG: Você comentou que não deixaria seu primo te esperando por mais um ano. Então essa decisão é apenas uma pausa, e não o fim da sua carreira musical?
Pedro Leonardo:
Falei para ele seguir os caminhos dele. E ele está seguindo, está trabalhando com um pessoal do nordeste muito bacana. Está seguindo os passos dele.

Leia também: Cristiano Araújo fala de comparações com Leonardo: “Ainda vai demorar muito anos para aparecer um cara tão bem quisto no mercado como ele”

iG: E ele parece ter ficado chateado com isso, porque, todo o tempo, ele comentou que tinha sido uma decisão sua…
Pedro Leonardo:
Foi, mas não foi uma decisão minha. Foi uma decisão técnica, do acidente. Minha voz não está legal para cantar e, voltar a cantar com a voz do jeito que está, eu não volto.

iG: Quando você estava internado, já pensava nisso?
Pedro Leonardo:
Não. Só percebi quando tomei alta, que parei os atendimentos no Sírio Libanês, e lá no CRER, que é em Goiânia um Sírio Libanês aberto ao povo, minha musicoterapeuta Ana Rita, começou a me incentivar a trabalhar a voz. Ela falou: ‘Pedro, as cordas vocais são músculos e você ficou sem usar trinta dias. Depois que você acordou, ficou mais trinta dias até falar normal. Então isso só volta com o tempo. Da mesma forma que pode voltar amanhã cedo, pode demorar’.

iG: Teoricamente, então, você ainda está em tratamento?
Pedro Leonardo:
Meu tratamento vai ser, não que eu fale eterno, mas sempre tem o que melhorar. Eu quero melhorar, fazer tratamento de tal coisa, disso, daquilo, tem que estudar, fazer aula. Minha vida está presa nisso daí para o resto da vida.

iG: O que você pretende estudar? Algo focado em apresentação?
Pedro Leonardo
: Esse trem de aula…cantar e apresentar a gente não aprende. Você faz ou você não faz. Claro, tenho que melhorar. Conforme for o desenrolar da carruagem, a Leonor falar: “Pedro, você tem que melhorar tal coisa”, a gente vai lá e faz.

iG: Ela ajuda nisso então, no que você tem ou não que fazer? Que dicas ela te dá? (Nesse momento, Leonor entra na sala de entrevistas)
Pedro Leonardo: Estamos falando mal de você (risos)

iG: Que conselhos você costuma dar para Pedro, Leonor?
Leonor Corrêa:
O Pedro foi um ganho na minha vida, pessoal e profissional. Ele é um doce de menino. Conviver com ele tem sido muito bom. Nós fizemos essas viagens para Campo Grande e Cuiabá, demos muita risada. Ele está num momento de renascimento profissional também, é uma nova profissão que ele está descobrindo, e ele tem muito talento. O carisma desse menino, onde ele vai, todo mundo para. E ele é extremamente espirituoso, inteligente, e dá para ver muito isso no programa. As reportagens estão muito divertidas. O humor dele é um humor inteligente…

Pedro Leonardo: Leo, estou me achando…. (risos)

iG: Quais eram suas metas e sonhos antes do acidente e, hoje, o que mudou?
Pedro Leonardo:
Mudou tudo porque não lembro de nada de antes (risos). Então minha meta e meu sonho sempre foram esse, o “Festival Sertanejo”.

Leia mais: Leonardo: “Estou pensando em dar um tempo nessa coisa de cantar e vou virar empresário”

iG: Existe previsão para próximas edições do “Festival Sertanejo”?
Pedro Leonardo:
Tem que fazer este dar certo primeiro (risos).

iG: Assistia o “Sabadão Sertanejo” quando criança?
Pedro Leonardo:
Demais da conta. Onde meu pai estava, a gente saia correndo atrás. O primeiro programa que fiz foi aqui na casa (no SBT), foi o “abrindo a porta da esperança”, com Leandro e Leonardo, 1994. Eu tinha sete anos. Bom demais!

Autor: Tags: , , , ,