Publicidade

Posts com a Tag Leonardo

terça-feira, 24 de março de 2015 CD, Parceria | 15:36

Tudo em família: Com dupla, Phillipe grava com o pai, Luciano, e o tio Leonardo

Compartilhe: Twitter
Dablio e Phillipe com Luciano e Leonardo (Foto: Reprodução/Instagram)

Dablio e Phillipe com Luciano e Leonardo (Foto: Reprodução/Instagram)

Dablio e Phillipe vão completar um ano de parceria em abril. E, para celebrar a data, a dupla fará o lançamento de “Era pra ser você”, uma faixa que já está no álbum da dupla, mas que ganhará participações mais do que especiais. A dupla convidou Luciano e Leonardo, nada menos do que o pai e o tio de Phillipe, para a parceria na interpretação de uma composição de Maiara, da dupla Maiara e Maraisa. A gravação aconteceu na noite desta segunda-feira (23), no estúdio de Eduardo Pepato. O clima de descontração no ambiente refletia o clima em família. Leonardo deixou o local primeiro do que todos, pois seguiria para o show do filho Zé Felipe. E enquanto Luciano gravava sua parte, Phillipe – ou Nathan – não poupava elogios ao pai.

Leia também: Dablio e Phillipe: “Nosso plano é conquistar o mundo”

Questionado sobre o apoio que dá para o filho, Luciano retribuiu os elogios e mostrou que nunca teve dúvidas sobre o futuro profissional do filho. “Como não apoiar? O Nathan tem música na veia. Lembro dele pequeninho cantando música do tio. Tinha uma música nossa que era ‘Pare’. E na introdução, ele cantava o nome de uma rádio fazendo até essa vinheta da rádio, de tanto que ele gostava da música. Nathan nasceu com isso. E ele é muito bom. Não é porque ele é meu filho. Mas ele é muito bom, muito melhor que o pai. E olha que o pai é muito bom”, afirmou Luciano, sempre bem humorado.

Sobre o nascimento da parceria, Luciano contou que a ideia surgiu de Dablio e Phillipe. “Quando eles gravaram o EP, eles já tinham a ideia de gravar com Leo e comigo. Falei que seria uma honra gravar com Leo mais uma vez, porque gravei com ele na época do ‘Amigos’ e, depois, no tributo ao Leandro. Mas nunca tinha gravado com Leonardo fazendo solo. Essa ideia ficou legal, acho que vão gostar. E cantar com meu filho, está sendo demais”.

Apesar do forte apoio, Luciano confessou que não entraria para empresariar a dupla. Mas não por acreditar no potencial Dablio e Phillipe ou por estar tudo entre família, mas por não achar que tem tino para empresário. “Não empresariaria, nenhuma dupla. Mesmo acreditando no potencial dos dois, acreditando no Dablio, que dessa geração que está agora surgindo, para mim, é uma das vozes mais bonitas, mais afinadas. Mas eu não tenho tino para empresário. Não tenho esse tino de investir, ficar preocupado se vai tocar. Para cantar e estar em cima do palco, é muito bom. Mas para estar entre esse meio de trabalho, eu não gostaria”, contou Luciano.

Leia também: Tudo em família: famosos que são parentes – Primos, irmãos, tios e sobrinhos. Alguns dos parentescos das celebridades que você nem sabia

Assista Luciano gravando um trecho de “Era pra ser você”:

Luciano fala sobre parceria com o filho:

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 5 de novembro de 2013 Lançamento | 20:46

Leonardo: “É muito difícil relembrar tudo o que aconteceu com meu irmão”

Compartilhe: Twitter
Leonardo (Foto: AgNews)

Leonardo (Foto: AgNews)

“Obrigada, Leandro”. Foi assim, trocando o nome de Leonardo com o do irmão, que uma das assistentes do evento de lançamento do livro “Não aprendi dizer adeus” encerrou uma das entrevistas com o cantor. Ela não percebeu a gafe, mas Leonardo se divertiu e contou que, ainda hoje, mesmo 15 anos após a morte de Leandro, a confusão é comum. “Às vezes, vão anunciar a minha entrada no palco, e chamam de Leandro. O cara vê o cartaz do meu show a semana inteira e erra o nome”, relata o cantor, que segundos depois se sentava à mesa da livraria para autografar ao menos 400 livros de fãs que pegaram senhas numeradas para a fila. A primeira delas, chegou ao local às 5h30 desta terça-feira (05), sendo que o evento estava marcado para às 18h na Livraria Saraiva, do Shopping Center Norte, em São Paulo.

Leonardo, então, conta que essa aglomeração apaixonada de fãs é um dos fatores que não o deixa desistir da carreira. No livro, por muitas vezes, o cantor demonstra estar nesse caminho artístico muito mais pelo irmão do que por ele. Mas garante que não é apenas a lembrança de Leandro que o prende nos palcos. “Muitas coisas me prendem. Um dia como hoje, eu não esperava que viesse esse tanto de gente. Nunca pensei que um dia eu fosse autografar livro. Mas taí. Quem for ler esse livro e estiver começando a carreira, se se inspirar nele, vai se dar bem na vida. É uma história de pessoa simples”, afirma o cantor, que garante já estar bem mais livre na carreira, sem tantas amarras e obrigações como no passado. “Hoje a gente faz o tanto de show que a gente quer, tem tempo de ver os meninos crescerem, que é menino demais da conta”.

“Por mim, não conto nada para ninguém”

Leonardo garante que o livro escrito por Silvio Essinger em cima dos depoimentos do cantor, não era uma vontade dele. E, com naturalidade, revela que preferia seguir com as histórias guardadinhas, embora muito de sua vida seja um livro aberto, por conta da fama. “Não deu vontade de contar história nenhuma. Foi esse povo que veio pra eu contar. Por mim, não conto nada para ninguém. Guardava tudo para mim. Mas se for para contar e não florear, eu conto. Contei, e tá tudo aí”.

Para ele, a parte mais difícil foi relembrar a morte do irmão, Leandro, em 1998. Entre a descoberta do câncer no pulmão e a partida do sertanejo, foram 63 dias, relembrados em cerca de 50 páginas do livro. “É muito difícil, para mim, relembrar tudo o que aconteceu com meu irmão. Às vezes o povo fala: ‘poxa, mas já se passaram 15 anos’. Mas, para mim, é como se fosse ontem. Porque o tempo passa muito rápido e o que vivi foram coisas que ninguém viveu. Eu que estava junto, vi tudo. Vi o sucesso que foi a dupla e, de repente, ser embargado no meio da carreira. Meu irmão tinha 35 anos de idade, e quando chegou a hora de colher os frutos dessa plantação, ele não teve essa oportunidade”, afirmou o cantor, que disse ainda que o livro foi bom para desapegar um pouco do irmão, que, de certa forma, ainda se fazia muito presente.

Essa presença também era constante nos sonhos de Leonardo. “Hoje não mais. Depois da morte do meu irmão, eram muitos sonhos, sonhos reais. Mas sempre bons, nunca ruins com ele. Hoje está tranquilo. De vez em quando sonho com ele. Mas acho que ele descansou, e por isso não sonho mais tanto”.

Mulheres e futuro

Apesar de falar tanto da vida quanto da carreira do cantor, o livro não traz lembranças sobre as mulheres que passaram ao longo dos anos por Leonardo, embora, nos primeiros capítulos, ele relembre o alto número de fãs que começaram a correr atrás dele. “O livro é da minha história, não das mulheres. Se for botar num livro nome de mulher, vai ficar da grossura de uma bíblia, só de nome de rapariga, de mulher. Então falo só da minha história e do meu irmão. Mulher não pode falar muito não, porque elas processam a gente”, se diverte ele, explicando o motivo da ausência dos nomes femininos.

“Leonardo – Não aprendi dizer adeus” é uma forma de celebrar os 50 anos do cantor, que garante nem imaginar como serão suas próximas cinco décadas. “Com essa vida louca do jeito que está, a gente não pode planejar nem o que a gente vai fazer semana que vem. O que a gente faz hoje é pensando nos filhos, pensando nos familiares. Se eu morresse amanhã, estaria muito feliz e contente com tudo o que aconteceu na minha vida”.

Leonardo (Foto: AgNews)

Leonardo (Foto: AgNews)

Leonardo (Foto: AgNews)

Leonardo (Foto: AgNews)

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 11 de junho de 2013 Música, TV | 13:43

Pedro Leonardo sobre fim da dupla: “Minha voz não está legal para cantar”

Compartilhe: Twitter

Pedro Leonardo deixa dupla e assume posto de apresentador (Foto: André Giorgi

Picture 1 of 9

Pouco mais de um ano após sofrer um grave acidente de carro, Pedro Leonardo está cheio de novidades. Umas boas, outras nem tanto. Ao menos para os fãs da dupla Pedro e Thiago. Recentemente, o filho de Leonardo anunciou o fim de sua parceria musical com o primo.

Pelas redes sociais, Thiago deixou claro que a decisão não teria partido dele e, sim, de Pedro. “Foi uma decisão técnica, do acidente. Minha voz não está legal para cantar e, voltar a cantar com a voz do jeito que está, eu não volto”, contou ele, que inicia, então, uma nova fase na carreira. Ainda no meio musical, ele vai estrear como apresentador do “Festival Sertanejo”, novo reality do SBT, que entra no ar neste sábado (15).

Leia mais: Leonor Corrêa sobre “Festival Sertanejo”: “Não é um reality de quem pegou quem”

Pedro estará ao lado de Helen Ganzarolli e da dupla Hugo e Tiago na atração. Com o início da nova etapa profissional, o cantor quer se dedicar exclusivamente a esse posto. Mas garante que o ingresso no reality não teve nenhuma interferência no fim da carreira musical. “Eu jamais enrolaria meu primo mais um ano na vida dele. Ele me esperou. Fez uns shows sozinho, mas ele me esperou. E eu jamais falaria para ele: ‘Primo, vamos ver mais um ano’”.

Confira o bate-papo que Pedro Leonardo bateu com o iG na Casa Sertaneja, espaço que vai abrigar os participantes do programa durante os dias de atividades da atração.

iG: Você está totalmente preparado para apresentar o programa?
Pedro Leonardo:
Preparadíssimo. Estou com saudade de trabalhar, de fazer uma coisa boa e, quando recebi esse convite, fiquei muito feliz de poder participar. Vai ser muito bacana. Conhecer a melhor música inédita do ano, trabalhar com música, que é uma coisa que faço desde os 12 anos de idade, para mim, foi muito bom.

iG: Tem recebido dicas de alguns apresentadores, de alguém?
Pedro Leonardo:
Ainda não. Recebi um conselho do meu pai: “Meu filho, seja você. Nunca tente interpretar ou fingir que você é outra pessoa”.

iG: Foi por causa do programa que você decidiu largar a carreira musical?
Pedro Leonardo:
Não. Foi independente. A minha voz, para cantar, ainda não está legal e eu jamais enrolaria meu primo mais um ano na vida dele. Ele me esperou. Fez uns shows sozinho, mas ele me esperou. E eu jamais falaria para ele: “Primo, vamos ver mais um ano”. Vou fazer o que consigo fazer e o que gosto de fazer. A Leo (Leonor Corrêa, diretora da atração) elogiou meu trabalho. Claro, tem coisas para melhorar, não é perfeito. Mas quero focar  e me dedicar a apresentar o “Festival Sertanejo”.

iG: Você comentou que não deixaria seu primo te esperando por mais um ano. Então essa decisão é apenas uma pausa, e não o fim da sua carreira musical?
Pedro Leonardo:
Falei para ele seguir os caminhos dele. E ele está seguindo, está trabalhando com um pessoal do nordeste muito bacana. Está seguindo os passos dele.

Leia também: Cristiano Araújo fala de comparações com Leonardo: “Ainda vai demorar muito anos para aparecer um cara tão bem quisto no mercado como ele”

iG: E ele parece ter ficado chateado com isso, porque, todo o tempo, ele comentou que tinha sido uma decisão sua…
Pedro Leonardo:
Foi, mas não foi uma decisão minha. Foi uma decisão técnica, do acidente. Minha voz não está legal para cantar e, voltar a cantar com a voz do jeito que está, eu não volto.

iG: Quando você estava internado, já pensava nisso?
Pedro Leonardo:
Não. Só percebi quando tomei alta, que parei os atendimentos no Sírio Libanês, e lá no CRER, que é em Goiânia um Sírio Libanês aberto ao povo, minha musicoterapeuta Ana Rita, começou a me incentivar a trabalhar a voz. Ela falou: ‘Pedro, as cordas vocais são músculos e você ficou sem usar trinta dias. Depois que você acordou, ficou mais trinta dias até falar normal. Então isso só volta com o tempo. Da mesma forma que pode voltar amanhã cedo, pode demorar’.

iG: Teoricamente, então, você ainda está em tratamento?
Pedro Leonardo:
Meu tratamento vai ser, não que eu fale eterno, mas sempre tem o que melhorar. Eu quero melhorar, fazer tratamento de tal coisa, disso, daquilo, tem que estudar, fazer aula. Minha vida está presa nisso daí para o resto da vida.

iG: O que você pretende estudar? Algo focado em apresentação?
Pedro Leonardo
: Esse trem de aula…cantar e apresentar a gente não aprende. Você faz ou você não faz. Claro, tenho que melhorar. Conforme for o desenrolar da carruagem, a Leonor falar: “Pedro, você tem que melhorar tal coisa”, a gente vai lá e faz.

iG: Ela ajuda nisso então, no que você tem ou não que fazer? Que dicas ela te dá? (Nesse momento, Leonor entra na sala de entrevistas)
Pedro Leonardo: Estamos falando mal de você (risos)

iG: Que conselhos você costuma dar para Pedro, Leonor?
Leonor Corrêa:
O Pedro foi um ganho na minha vida, pessoal e profissional. Ele é um doce de menino. Conviver com ele tem sido muito bom. Nós fizemos essas viagens para Campo Grande e Cuiabá, demos muita risada. Ele está num momento de renascimento profissional também, é uma nova profissão que ele está descobrindo, e ele tem muito talento. O carisma desse menino, onde ele vai, todo mundo para. E ele é extremamente espirituoso, inteligente, e dá para ver muito isso no programa. As reportagens estão muito divertidas. O humor dele é um humor inteligente…

Pedro Leonardo: Leo, estou me achando…. (risos)

iG: Quais eram suas metas e sonhos antes do acidente e, hoje, o que mudou?
Pedro Leonardo:
Mudou tudo porque não lembro de nada de antes (risos). Então minha meta e meu sonho sempre foram esse, o “Festival Sertanejo”.

Leia mais: Leonardo: “Estou pensando em dar um tempo nessa coisa de cantar e vou virar empresário”

iG: Existe previsão para próximas edições do “Festival Sertanejo”?
Pedro Leonardo:
Tem que fazer este dar certo primeiro (risos).

iG: Assistia o “Sabadão Sertanejo” quando criança?
Pedro Leonardo:
Demais da conta. Onde meu pai estava, a gente saia correndo atrás. O primeiro programa que fiz foi aqui na casa (no SBT), foi o “abrindo a porta da esperança”, com Leandro e Leonardo, 1994. Eu tinha sete anos. Bom demais!

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 19 de novembro de 2012 Mercado Sertanejo, Música, Processo, Show | 18:31

Paula Fernandes se desliga de vez de empresa de Leonardo e fala sobre relação com o músico: “Acho uma injustiça ficar colocando um contra o outro, a gente se respeita muito”

Compartilhe: Twitter

Paula Fernandes se apresenta no Caldas Country (Foto: Claudio Augusto/Photo Rio News)

Picture 1 of 10

Com 20 anos de carreira, quatro deles comandados pela Talismã, empresa de Leonardo, Paula Fernandes agora assume o controle de seus passos profissionais. “A partir do dia 11 de novembro, meu contrato com a Talismã terminou e eu vou trabalhar com minha empresa. Estou assumindo a minha carreira. Sou uma artista da Jeito de Mato e minha própria empresária”, afirmou a cantora, que pretende, mais para frente, trazer outros artistas para seu escritório. “Nada como um passo de cada vez. Já acho uma grande responsabilidade a minha empresa assumir uma artista como Paula Fernandes. Estou falando como uma empreendedora. Mas, à medida que as coisas forem caminhando, terei o prazer de poder ajudar outras pessoas. Existem grandes artistas pelo Brasil afora precisando de uma oportunidade”.

Leia também: Paula Fernandes entra com ação contra empresa de Leonardo

A comemoração de hoje, já foi dor de cabeça para Paula. A briga com a Talismã acabou chegando à justiça, já que o escritório de Leonardo queria prolongar o tempo de contrato com a cantora. “Acho muito engraçado porque eles querem estender um negócio que só tinha quatro anos”.

Paula ainda explica que sempre sonhou em assumir o comando de sua própria carreira. “É o sonho de todo mundo poder ter sua própria agenda, cuidar de seu próprio horário, é tudo muito corrido. Poderei agora cuidar disso com um pouco mais de cuidado, mais carinho, podendo ser eu. Finalmente poderei mostrar a minha cara, porque às vezes fica aquela coisa de ‘disse, não disse’, ‘fulano disse que ela era assim’. Vou mostrar quem sou eu”.

Paula contou ainda um dos motivos que a fez ter vontade de tomar as rédeas de seu trabalho. “Vinha acontecendo um monte de coisa que eu não estava sabendo, tinha muitas informações que eu não tinha acesso. Ou seja, acho mais do que justo saber onde vou estar, o que vou fazer, certos detalhes que são importantes e eu não estava sabendo”, contou ela, que usou de exemplo a falha de comunicação que aconteceu no show que fez em Caldas Novas, durante o Caldas Country. (Confira abaixo)

Atraso

Única representante feminina e cantando pela primeira vez no Caldas Country, festival sertanejo que acontece em Caldas Novas (Goiás), Paula Fernandes deu sua explicação sobre as três horas que demorou para atender a imprensa. De acordo com a cantora, ela não sabia que o compromisso com os jornalistas estava marcado para antes de sua apresentação no evento. As entrevistas acabaram acontecendo depois do show. “Ai é uma coisa que quero que conversem com minha produção, porque me passam um horário e estou no devido horário que me passaram”, afirmou Paula, que aproveitou para falar sobre a fama de antipática que acaba levando por conta dos constantes atrasos. “Taí uma coisa que preciso falar. Às vezes, muitas vezes já aconteceu, da pessoa do evento marcar com o público um horário ‘X’, e comigo outro horário. Aí chego no outro horário e estou atrasada. Porque aí é pra beber, pra vender cerveja, não sei o que é que é. E eu fico brava com essas coisas, porque sobra pra mim. Fica aqui meu testemunho, porque eu realmente não sabia que eu estava atrasada, mas me desculpem pela minha produção”, lamentou a cantora.

Relação com Leonardo

Apesar de se desligar da Talismã, Paula segue agradecida pelo apoio de Leonardo durante os quatro anos que trabalhou com o músico. E desmente qualquer atrito que tenha acontecido entre eles. “Minha ligação com eles (equipe da Talismã) é de muito respeito, sempre foi. Inclusive com Leonardo, que todo mundo fica criando esse monte de coisa. Acho uma injustiça ficar colocando um contra o outro, a gente se respeita muito. Ele foi uma das pessoas mais importantes da minha carreira e continua sendo”.

Autor: Tags: , , ,

Música, Show | 17:29

Fã invade palco de Cristiano Araújo e desliga mesa de som e luz

Compartilhe: Twitter

Fã invade palco e agarra Cristiano Araújo (Foto: Claudio Augusto/Photo Rio News)

Picture 1 of 10

O show de Cristiano Araújo no Caldas Country, em Caldas Novas (Goiás) foi uma prova do quanto o músico encanta as fãs. Várias delas aproveitaram alguns momentos de deslize dos seguranças e conseguiram subir no palco e agarrar o cantor. Atencioso, ele até tirava fotos com as que conseguiam o feito. Uma delas foi pega na primeira tentativa e retirada. Na segunda aproximação, não pensou duas vezes: correu por todo o palco e foi para cima de Cristiano, mesmo com quatro seguranças tentando contê-la. Antes de chegar até o músico, tropeçou nos fios da mesa de som, desligando tudo, inclusive as luzes do palco.

Cristiano mostrou que domina o show e, mesmo com o imprevisto, seguiu com a apresentação, considerada por muitos a melhor do festival de música.

Para a alegria das fãs, ele brincou no camarim que a música que representa seu atual status é “Hoje sou seu, meu bem” e que a canta para todas as fãs de seu trabalho. “Sou fielmente casados com todas elas”.

Leia mais: Cristiano Araújo fala de comparações com Leonardo: “Ainda vai demorar muito anos para aparecer um cara tão bem quisto no mercado como ele”

Apesar de solteiro, o artista será papai em breve. “Ela é uma pessoa muito bacana, porém a gente começou com a elação, mas não namoramos sério”, falou Cristiano sobre Elisa, mãe de seu segundo filho, que se chamará Bernardo. “Aconteceu de ela ficar grávida e eu assumir como pai. Tenho o maior orgulho de dizer que é meu segundo filho que vai nascer”, afirmou ele, que já é pai de João Gabriel.

Feliz com a vinda de mais um herdeiro, ele só lamenta a ausência na vida dos filhos. Cristiano acredita que, com a correria da vida artística, não dá para seu um bom pai. “É impossível. O único pesar da minha vida hoje, a única hora que fico baqueado, é em reação ao meu filho, João Gabriel. Mas não tem jeito. É uma carreira que a gente tem que ter responsabilidade e que vai fazer bem pra ele também. Ele vai ter um futuro bacana, vai poder estudar em uma boa escola, graças a meu trabalho que está sendo bem sucedido. Sei que é um preço alto que pago, mas quem sabe daqui um tempo a gente dá uma diminuída nos shows e começa a curtir um ao outro”, afirma Cristiano.

Leia mais: Leonardo: “Estou pensando em dar um tempo nessa coisa de cantar e vou virar empresário”

Ele ainda brinca que, se um dia conseguir diminuir a agenda, levará todos os filhos para morar com ele, se inspirando na história de um famoso MC, conhecido por ter várias mulheres e filhos. “Vou diminuir o número de shows e passar um pouco mais tempo com ele, nem que ele venha morar comigo. Ele, meus filhos todos. Vou fazer igual ao Catra (risos). Se eu ficar milionário um dia, tenho coragem”.

Leia também: Mr. Catra e a poligamia: “Minhas esposas é que deveriam arrumar mulher para mim”

Autor: Tags: , , ,

domingo, 21 de outubro de 2012 Música, Show | 21:54

Cristiano Araújo fala de comparações com Leonardo: “Ainda vai demorar muito anos para aparecer um cara tão bem quisto no mercado como ele”

Compartilhe: Twitter

Cristiano Araújo (Foto: Rosa Marcondes)

Leonardo assumiu recentemente a conta de Cristiano Araújo e o novo contratado da Talismã, empresa do sertanejo, já vem colhendo os frutos da parceria. Ao menos aos olhos de Cristiano, que já vê diferença na sua carreira. O músico ganhou destaque nacional após participação no quadro “Garagem do Faustão 2011”, do “Domingão do Faustão”, onde ficou com o segundo lugar. “A gente conseguiu chegar até um nível onde não conseguíamos mais passar daquilo ali. Então, a gente fechou essa parceria e minha vida já começou a melhorar em questão de estrutura, de uma logística mais bem feita. O escritório já somou muito na minha carreira”, afirmou Cristiano antes de sua apresentação no Villa Country, em São Paulo.

Leia mais: Leonardo: “Estou pensando em dar um tempo nessa coisa de cantar e vou virar empresário”

Leia também: Leonardo fala sobre recuperação de Pedro e diz que filho voltou a dirigir: “Quando vi, arrepiei dos pés à cabeça”

Desde que assinou contrato com Cristiano, Leonardo tece muitos elogios ao novo cliente e, entre amigos, já comentou que ele seria o “novo Leonardo”. Sem graça, Cristiano se diverte com a afirmação. “Ele é um cara único, é um cara totalmente espontâneo, autêntico. Creio eu que ainda vai demorar muito anos para aparecer um cara tão bem quisto no mercado como o Leonardo. É uma responsabilidade muito grande para mim. Essa, não assumo não”, brinca ele, que não esconde sua tensão com esse tipo de comparação. “Me sinto preocupado, porque quero representar ele muito bem em tudo relacionado em minha carreira, assim como ele fez na carreira dele. Não em imitá-lo, mas tentar tirar tudo o que há de melhor na carreira dele para minha carreira”, afirma o músico.

Além de Leonardo, Cristiano tem outras grandes referências em sua carreira. Seu pai, João Reis, que participa do DVD “Efeitos”, é um deles. “Meu pai é sempre um cara que vou escutar mais do que todo mundo. Mas a gente têm outros espelhos, que são outros artistas que fizeram sucesso. Sempre gostei muito de Zezé Di Camargo e Luciano. O Jorge, do Jorge e Mateus, faz parte de uma das melhores duplas do Brasil e continua o mesmo cara, então é um espelho pra mim”, elogia Cristiano.

Cristiano Araújo se apresenta no Villa Country (Foto: Claudio Augusto/Photo Rio News)

Picture 1 of 7

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 12 de outubro de 2012 DVD, Gravações, Música | 07:02

Leonardo grava participação em DVD de Israel e Rodolffo e confessa: “Fico inseguro total. O público não é nada meu”

Compartilhe: Twitter

Israel e Rodolffo gravam DVD em Goiânia (Foto: Rosa Marcondes)

Picture 1 of 20

Mesmo com 30 anos de carreira, Leonardo não se sente 100% seguro nos palcos. Ao menos quando grava com outros artistas. Um dos convidados do segundo DVD de Israel e Rodolffo, que foi gravado na noite desta quarta-feira (10), no CEL da OAB, em Goiânia, o sertanejo falou sobre sua reação na hora de trabalhar em parceria com duplas mais jovens. “É difícil. Fico inseguro total. O público não é nada meu. O único público meu que tinha ali eram os cantores, que cresceram meu ouvindo”.

Ainda assim, o músico gostou muito de participar da filmagem e elogiou bastante a dupla anfitriã. “Foi gostoso. Gosto muito desses meninos. Tenho certeza que eles vão arrebentar. É a melhor dupla do Brasil hoje”, falou Leonardo logo após a participação. No palco, Leonardo precisou gravar quatro vezes a canção “Conto de Fadas”, mas isso não tirou o bom humor do músico. “Ainda assim não ficou bom. Agora vou cantar no estúdio lá, arrumar um pouquinho”, brincou Leonardo, que ainda levou para o show um de seus maiores sucessos: “Eu Juro”. “Foi a primeira música que cantei na minha vida, com meu pai. Estamos realizando um sonho mesmo com ele no nosso DVD”, afirmou Israel.

Leia mais: Leonardo fala sobre recuperação de Pedro e diz que filho voltou a dirigir: “Quando vi, arrepiei dos pés à cabeça”

Além de Leonardo, Israel e Rodolffo receberam no palco a dupla João Bosco e Vinícius, o pagodeiro Thiaguinho e o músico Lucas Lucco. “Os convidados surgiram naturalmente. Às vezes a gente está em uma viagem ouvindo uma de nossas músicas e fala ‘nossa, acho que ficaria massa a gente cantando com fulano de tal. Vambora ligar’. E muitos desses convidados já somos amigos”, explicou Rodolffo antes da gravação.

Confira novo clipe de Israel e Rodolffo

Leia também: Leonardo: “Estou pensando em dar um tempo nessa coisa de cantar e vou virar empresário”

A dupla, que gravou o primeiro DVD em setembro

de 2011, afirmou que o novo álbum virá com novidades em tecnologia e iluminação, além de novas canções. “Com certeza está vindo muita música boa, romântica, de conteúdo, que vai ficar aí na cabeça, no coração das pessoas”, afirmou Israel.

No repertório, 23 canções, incluindo a nova “Hipnose”, que ganhou clipe recentemente, e “Marca Evidente”, música que marcou a carreira da dupla e deu o tom no trabalho dos meninos, que prezam as canções românticas. “A gente procura levar nossa música mais pra tocar o coração das pessoas, para alegrar, para levar alguma coisa boa para a vida das pessoas. Sempre a gente recebe recado das pessoas dizendo que a música mudou a vida, que casou com uma música nossa, que uniu casal. A gente quer fazer o bem para as pessoas com a nossa música”, afirmou Israel. “Graças a Deus está dando certo nosso foco. Por enquanto, não vamos mexer em time que está ganhando. A gente está conquistando cada dia mais nosso público e estamos felizes com nosso trabalho. Vamos continuar nesse foco”, conta Rodolffo.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 11 de outubro de 2012 DVD, Gravações, Música | 16:14

Leonardo fala sobre recuperação de Pedro e diz que filho voltou a dirigir: “Quando vi, arrepiei dos pés à cabeça”

Compartilhe: Twitter

Leonardo participa da gravação de DVD de Israel e Rodolffo (Foto: Rosa Marcondes)

Picture 1 of 9

Leonardo foi um dos convidados da gravação do DVD de Israel e Rodolffo em Goiânia na noite desta quarta-feira (10). Em “casa”, o cantor deu uma entrevista bastante descontraída e, entre outros assuntos, falou sobre a recuperação do filho Pedro, que sofreu um grave acidente de carro em abril de 2012. O músico contou que Pedro tem tocado violão desde que deixou o hospital, em São Paulo, e seguiu para Goiânia. “Desde o dia em que ele chegou aqui, que ele foi para a fisioterapia, a gente já começou a tocar. Porque a dificuldade dele é na mão direita. E a mão direita é a que ele dedilha o violão. Então ele está fazendo o que gosta e estão pegando pesado com ele lá, no Crer (Centro de Reabilitação e Readaptação), mas está muito bom”, contou Leonardo. Ele afirmou que, por conta da agenda profissional, acaba vendo o filho de dez em dez dias. O longo período longe do cantor ajuda a analisar a evolução da saúde do sertanejo. “Quando chego, vejo a melhora dele, é muito nítido”, contou Leonardo.

Leia mais: Enquanto se preparam para gravar DVD com participação de Leonardo, Israel e Rodolffo lançam clipe

Leia também: Pedro Leonardo vai à casa de Hebe Camargo

Ele anunciou que neste feriado, Pedro seguiu para a fazenda da família junto ao primo Leandro. Desta vez, o sertanejo não comandou o volante, mas de acordo com Leonardo, já está dirigindo novamente. “Quando vi ele dirigindo, arrepiei dos pés à cabeça”, contou o músico.

Leonardo afirmou ainda que tem curtido bastante o filho durante esse processo de recuperação. E ainda sobra tempo para um “puxão de orelha” em Pedro, que está ansioso para voltar aos palcos. “Ontem ele falou que precisa se recuperar logo, que está doido para cantar. Falei: ‘menino, fica quieto que você nasceu tem quatro meses, toma vergonha nessa cara. Sua hora vai chegar’. Está cedo e está linda a recuperação dele”.

Leia também: Leonardo: “Estou pensando em dar um tempo nessa coisa de cantar e vou virar empresário”

Mudança na vida e na carreira

No camarim, logo após apresentação no show de Israel e Rodolffo, Leonardo contou que o acidente do filho mudou um pouco sua cabeça. “A gente vai enxergando as coisas. Acha que tudo acontece só com os filhos dos outros, com os amigos. E dessa vez o bicho pegou feio do lado de cá. Estou mais perto deles, na medida do possível. A gente viaja muito ainda. Mas, sempre que posso, estou almoçando com o Pedro, a gente vai jantar fora, ele adora ir no restaurante japonês, tenho que levar ele direto”.

O excesso de viagens e shows é um dos pontos que pesa para Leonardo na hora de decidir o futuro da carreira. Recentemente, ele contou que pretende parar de cantar e seguir apenas a carreira como empresário. Apesar do apelo dos fãs, o músico segue com a ideia.

A parada será gradativa. Dos 120 shows que faz ao ano, ele pretende diminuir esse número pela metade. “Parar assim de uma vez acho que também não aguento, acho que vai fazer uma falta lascada”, afirmou ele, que ainda explicou o motivo de sua decisão. “Todo mundo tem uma baixa na profissão, mesmo com sucesso e tudo, a gente dá uma baqueada.

Hair works is suffocating. Acne legit online pharmacy viagria that I weeks foundation sudsing.

Acho que depois que a ficha caiu, depois desse acidente do Pedro, fiquei meio transtornado com tudo o que aconteceu. Falei: ‘a gente não vale nada nessa vida, tá aqui agora, e amanhã não tá mais. Vou viver minha vida. Vou fazer 50 anos e tenho muito o que curtir ainda, com meus familiares, com meus amigos”, explicou Leonardo.

Falando na proximidade dos 50 anos, Leonardo contou que sua preocupação hoje não é nem com a estética, e sim, com a saúde. Ele, que corre ao menos 10km por dia, diz que aumenta a rotina de atividade física se abusa um pouco mais na hora das refeições. “Toda vez que estou almoçando, penso: ‘vou comer mais um pouquinho hoje, mas vou ter meia hora a mais na esteira. Não é nada por vaidade. É saúde também, né? Tô aí. Vai bater cinquentão e nunca tive nem dor de cabeça”.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , ,

sábado, 8 de setembro de 2012 DVD, Gravações, Música, Show | 12:04

Leonardo: “Estou pensando em dar um tempo nessa coisa de cantar e vou virar empresário”

Compartilhe: Twitter

Leonardo (Foto: AgNews)

Uma das atrações da 49ª Exposição Agropecuária do Camaru 2012, em Uberlândia, Leonardo concedeu uma rápida entrevista nos bastidores antes de subir ao palco. No camarim, o músico falou que ainda não decidiu o repertório de um DVD que gravará ao lado de Eduardo Costa, outra estrela do festival da cidade mineira. “Ainda não escolhi as músicas com Eduardo, mas é fácil escolher com ele, ele tem bom gosto. Acho que é ele que vai escolher tudo, eu só vou aprovar”, comentou Leonardo. O local também não está totalmente decidido, somente que será em um puteiro em São Paulo. “Vai ser um trem muito bem feito, um diferencial do que está rolando por aí”, comentou o músico.

Leia mais: Eduardo Costa brinca sobre vaidade: “Hoje estou vivendo uma completa viadagem na minha vida”

Leia também: Tribunal de Justiça julga improcedente ação movida contra Eduardo Costa

Leonardo falou ainda sobre as novas parcerias da Talismã, escritório do sertanejo.  Cristiano Araújo se tornou sócio do músico e a dupla Zé Ricardo e Thiago, que cantam o hit “Sinal Disfarçado”, são os novos contratados. As novidades foram motivadas por uma meta do cantor: “Estou pensando em dar um tempo nessa coisa de cantar e vou virar empresário. Estou enjoado desse trem já”, afirmou Leonardo, que ainda explicou: “Estou um pouco enjoado de viajar. Até que de cantar, não, mas de viajar…”.

Sobre as novas contratações voltadas para o público de sertanejo universitário, Leonardo ainda brincou. “Já que não dou conta de cantar sertanejo universitário, vou empresariar”.

Autor: Tags: , ,