Publicidade

Posts com a Tag Marco Aurélio e Paulo Sérgio

segunda-feira, 10 de setembro de 2012 Música | 20:17

Marco Aurélio e Paulo Sérgio anunciam separação

Compartilhe: Twitter

Marco Aurélio e Paulo Sério (Foto: Divulgação)

Nesta segunda-feira (10), Marco Aurélio e Paulo Sérgio anunciaram a separação. Além de músicos, a dupla é famosa por compor canções para outros artistas como Luan Santana, Maria Cecília e Rodolfo e Munhoz e Mariano. Marco Aurélio tem no currículo as canções “Amar não é pecado”, “Bola de Cristal”, “Você de Volta”, “Lendas e Mistérios”, “Labirinto”, entre outros sucessos do sertanejo universitário.

Leia mais: Compositor de “Camaro Amarelo”: “O mercado sertanejo virou muito comércio”

Juntos, Marco Aurélio e Paulo Sérgio compuseram “Tá na hora”, música que faz uma crítica ao mercado sertanejo atual. “Tá na hora, tá na hora / De escutar modão de verdade/ Uma guarânia, um chamamé / Xote, bolero, e um arrasta-pé / E um batidão daqueles / Da gente suar dançando com a mulher”, são alguns dos versos.

Em comunicado oficial, a dupla informou que a separação foi de comum acordo e que, ambos, seguem seus projetos pessoais separadamente.

Confira na íntegra a nota de encerramento da dupla.

MARCO AURÉLIO E PAULO SÉRGIO – NOTA DE ENCERRAMENTO

A dupla Marco Aurélio & Paulo Sérgio informa a todos os colegas, amigos, divulgadores, jornalistas, contratantes e principalmente aos fãs, o término da dupla.

Não há tristeza neste momento, principalmente porque a dupla trouxe tantas alegrias em anos de carreira, fazendo parte da história de muitos casais apaixonados e somando conquistas junto a todos os parceiros.

O término da dupla foi discutido e amadurecido ao longo dos últimos meses e em razão de projetos paralelos de ambos cantores, que merecem mais atenção no momento, foi consensual o encerramento da agenda Marco Aurélio & Paulo Sérgio.

A dupla encerra sua carreira deixando para o público a visão que tem do momento atual vivido pela música sertaneja através da canção intitulada TÁ NA HORA. Muitas críticas foram feitas à letra, uma vez que tanto Marco Aurélio quanto Paulo Sérgio são compositores do atual sertanejo rotulado “universitário”.

Aproveita-se o momento para esclarecer que a letra da canção reflete o pensamento dos cantores como amantes da música sertaneja. É lucrativo sobreviver deste novo sertanejo e ambos, como profissionais, compõem o que o público quer ouvir e isso não necessariamente reflete o seu gosto musical.

Sobre as críticas feitas aos colegas do meio, ressalte-se que são assuntos há muito tempo tratados em rodas de tereré e churrascos pelo Brasil por vários profissionais que têm o mesmo pensamento da inversão de valores imposta no mercado musical.

Marco Aurélio & Paulo Sérgio continuarão trabalhos na música, com seus projetos pessoais já em andamento, e se orgulham de fazer parte da história da música brasileira como dupla e de um pedaço da história de vida de cada fã.

Autor: Tags: ,

domingo, 15 de julho de 2012 Entrevista, Música | 11:06

Compositor de “Camaro Amarelo”: “O mercado sertanejo virou muito comércio”

Compartilhe: Twitter

Marco Aurélio e Paulo Sérgio (Foto: Divulgação)

Marco Aurélio e Paulo Sérgio já ajudaram artistas como Luan Santana, Thaeme e Thiago e César Menotti e Fabiano a estourarem sucessos compondo “Amar não é Pecado”, “Lendas e Mistérios” e “Labirinto”. Agora, também entraram para marcar uma nova fase na carreira de Munhoz e Mariano. Marco Aurélio, em parceria com Bruno Caliman, Márcia Araújo e Thiago Machado, compôs “Camaro Amarelo”, novo hit da dupla. Marco confessa que, no inicio, relutou para trabalhar a canção. Convencido, precisou de vinte minutos para finalizá-la. E gostou do resultado. “A gente viu que a música era boa, mas não imaginávamos que iria ser esse sucesso”.

Leia também: Munhoz e Mariano sobre “Camaro Amarelo”: “Imaginávamos, sim, um sucesso vindo aí, mas não dessa forma”

Atualmente, a dupla trabalha em cima de uma nova música, onde fazem uma crítica ao cenário da música sertaneja. “A moda fala do momento atual da música e tudo o que está sendo gravado hoje. Tem gente comprando composição e falando que é compositor, computador arrumando as vozes. Tem muita gente reclamando que não está vindo moda sertaneja, canção rasteira, e lá é um batidão. O pessoal vai gostar”, afirma Marco, que aproveitou para mostrar na música um pouco do que considera o que é o mercado atual. “O mercado sertanejo virou muito comércio”, afirma. Paulo Sérgio concorda. “Só comércio, infelizmente. Acabou um pouco daquela pureza, da letra singela, aquela coisa bacana de ouvir, que você parava, sentava e ouvia. Hoje é mais dançante, mais animado, pra frente”.

Leia também: Juninho Bessa: “O sertanejo hoje virou playboy”

Apesar da breve crítica, Marco não rejeita os novos hits. “Não que eu seja contra. Toda forma de evolução tem que existir, seja na escrita, na palavra, na música, na melodia. Isso tem que existir até para que possa se perpetuar. Mas há espaço para o saudosista. Eu gosto de fazer as coisas para os dois lados”.

O que fica?

Reconhecidos no mercado sertanejo, os compositores já estão na ativa há 17 anos e acreditam que hoje tem muita dupla se formando sem ao menos saber o que é música sertaneja. “Eles querem estar no momento. Tem muito roqueiro virando sertanejo”, avalia Marco. Já Paulo acredita que não são apenas músicos que entram na onda. “Tem muito empresário que não é empresário. Tem muita coisa ruim no mercado”.

Para Marco, o tempo vai ajudar a dar uma peneirada e definir quem realmente vai seguir no mercado. E ele aposta em alguns nomes. “O estilo muito forte do Jorge, vai ficar. A Maria Cecília por ter um estilo pioneiro, por ser homem e mulher, deve ficar. O Sorocaba”. Paulo também faz suas apostas: “Acho que vem forte Fred e Gustavo, Munhoz e Mariano”.

Quero um hit!

Marco Aurélio e Paulo Sérgio são procurados com frequência pelos artistas para compor novos trabalhos. E contam como são alguns dos pedidos. “A turma chega pedindo ‘preciso de um hit’. Ninguém quer pedir uma moda, pede um hit. Beleza, a gente faz música. Quem escolhe o que vai ser hit e o que não vai ser hit, é o povo. Não adianta. Se algum compositor ou produtor disser que isso vai ser hit, é mentira. Estão mentindo. Quem escolhe é o povo. O povo que vai eleger”, destaca Marco.

Longe do palco

Marco Aurélio e Paulo Sérgio já se acostumaram a ver os músicos interpretando suas canções enquanto ficam nos bastidores. E garantem não ter ciúmes. “Do jeito que a gente está trabalhando, a gente consegue respeito, um poder de opinião. A gente não busca só sucesso, só o dinheiro. Aquele que começa um trabalho pensando em dinheiro, não vai para frente, não tem como”, garante Marco.

Longe dos palcos, afirmam que não faturam tanto quanto os intérpretes de suas canções. “Quem ganha mais é o cantor, sempre. Compositor não ganha tanto, não. Mas ganha bem, dá pra viver, tocar a vida”. E aí, já deu pelo menos para compra um Camaro Amarelo? “(risos) Atenção, Chevrolet! Mande um Camaro para um dos compositores!”, pede Marco.

Autor: Tags: , ,