Publicidade

Posts com a Tag Sertanejo

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015 Música | 13:47

Sertanejo morre aos 29 anos e recebe homenagem de cantores nas redes sociais

Compartilhe: Twitter
Luiz Henrique e Fernando com Munhoz e Mariano durante gravação de DVD, em 2012 (Foto: Divulgação)

Luiz Henrique e Fernando com Munhoz e Mariano durante gravação de DVD, em 2012 (Foto: Divulgação)

Daniel, Belutti, Mariano e muitos outros cantores sertanejos usaram suas redes sociais para lamentar a morte e homenagear um companheiro de estrada. Neste domingo (22), morreu o cantor Fernando Paloni, da dupla Luiz Henrique e Fernando.

Os dois eram irmãos e responsáveis pela composição de dois grandes sucessos interpretados por Michel Teló: “Humilde residência” e “Amiga da minha irmã”. Fernando lutava contra a leucemia e estava internado em um hospital de Barretos.

Em 2012, a dupla gravou um DVD em uma casa em Alphaville, na grande São Paulo, e recebeu no palco Marcos e Belutti, Munhoz e Mariano e Bruninho e Davi.

Leia também: 

Luiz Henrique e Fernando, autores de “Humilde Residência”: “Não era a música que a gente acreditava”

Compositores de “Humilde Residência”: “Se tivéssemos gravado antes do Michel, não quer dizer que faríamos o mesmo sucesso”

Homenagem feita para Fenando nas redes sociais

Homenagem feita para Fenando nas redes sociais

 

 

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015 Mercado Sertanejo, Música | 10:00

Gabriel Gava sobre carnaval: “É uma data boa. Pode vender o show mais caro”

Compartilhe: Twitter

Gabriel Gava (Foto: Divulgação)

De olho no carnaval, Gabriel Gava lançou a música “Fogo na rachada”. A canção não deve ser trabalhada em rádio, pois tem o foco específico da folia e deve ser apresentada incansavelmente nos shows que o cantor faz durante este carnaval: no dia 14/02, em Caldas Novas (GO), e no dia 15/02, em Ouro Preto (MG).

Aliás, falando em carnaval, o cantor afirmou que a data é muito boa para o sertanejo, por diversos motivos. “Você pode vender o show mais caro. Acho que o sertanejo tomou uma boa parte dessa cultura carnavalesca. Não só o axé. Antes, era só o axé que acontecia nessa época. Hoje o sertanejo tomou um pouco dessa parte, pelas músicas estarem tocando em todos os lugares do Brasil e estar na boca do povo. Acho que quem pede aí é a população e, não, quem contrata”, analisou o cantor, que está com o sucesso “Na mesa do bar” rolando nas rádios.

Para Gava, essa inserção do sertanejo do carnaval, em especial no da Bahia, surgiu com a entrada do arrocha no ritmo. “Agregou o sertanejo e o arrocha. Aí ficou forte para o lado da Bahia, do Nordeste. É uma coisa boa, porque os baianos gostam do arrocha e, agregando com o sertanejo, acabou que eles também começaram a curtir o sertanejo ou tomar uma percepção diferente para o sertanejo”, afirmou.

De olho no púbico da folia, Gava explica que faz uma pequena alteração em suas canções. “Quando vai fazer o carnaval, a gente vai fazer nossas músicas em elétrico, como é denominado quando o som é feito em cima do trio, como o sertanejo elétrico. Eles aceleram o beat para que as músicas fiquem mais aceleradas e mais dançantes”, explica o cantor, que também tem inspirações do axé em sua carreira. “Sou capixaba, do interior do Espírito Santo, e lá, o axé sempre foi muito forte. Quando eu tinha meus 13 e 14 anos de idade, o axé era muito evidente. Então, quando eu subia no trio para fazer um Carnaval ou só uma passagem, sempre tocava o axé também”.

O cantor acredita que, ainda assim, o axé não perdeu seu espaço no mercado. “Cada um tem seu espaço. O sertanejo só cresceu um pouquinho mais. Em janeiro e no carnaval, o axé é mais evidente que o sertanejo”, afirma Gava, que tem Ivete como grande exemplo do ritmo baiano.

Leia também: Sertanejo no quintal do axé: a festa baiana ao ritmo da sanfona

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 26 de junho de 2012 Sem categoria | 00:37

Marcos e Belutti sobre “I Love You”: “Essa música já cheirava sucesso”

Compartilhe: Twitter

Marcos e Belutti estão trabalhando em um novo álbum. Se a dupla ainda não sabe o nome que levará, já tem uma certeza: “I Love You”, a nova canção da dupla, fará parte do CD. “A gente está terminando de gravar, vai ficar pronto no começo de julho. Ainda não tem  nome, mas espero que esse seja um álbum cheio de amor, que seja muito ‘i love you’”, afirmou Belutti.

A nova canção já tem uma fórmula conhecida. O rapaz simples que se apaixona pela mocinha com muito conhecimento, no melhor estilo “Eduardo e Mônica”, do Legião Urbana. “Sinceramente, nunca tinha pensado nisso ainda, mas acho que tem um pouco a ver mesmo. O que me deixa muito feliz, que é uma música que também gosto muito do Legião”, afirmou Marcos. “Quando a gente ouviu essa música no escritório, de pronto a gente já gostou muito. Ela já cheirava sucesso. Nós nunca sabemos o que é sucesso, mas a gente acredita muito nessa música. Ela é simples, fácil de ser cantada, tocada, popular. E a partir do momento que a gente lançou, já começou a sentir essa música andando muito rápido, mais rápido que todas as outras que a gente já lançou até hoje”, comentou o músico, durante o show que apresentou na Festa Junina da Portuguesa, em São Paulo.

Leia também: Jorge e Matheus anunciam data de gravação em Londres

Esta foi apenas uma das várias festas do mês de junho e julho em que a dupla se apresentou. Marcos e Belutti chegam a fazer vinte shows por mês nesta época do ano. “Às vezes a gente faz dois shows em um dia. É bem corrido. A gente tem que ralar um pouco mais, mas é um mês gostoso também, porque é muito propício a musica sertaneja, festa junina, tudo. É uma pena que a gente não pode curtir a festa como a galera. Mas a gente alegra a festa que a galera vai curtir, é bom demais”, afirmou Belutti.

O cantor contou ainda que não lamenta a correria durante as celebrações juninas. “Quando a gente está muito tempo em casa, reclama que não tem trabalho para fazer. E quando trabalha muito, reclama de ficar em casa. Se eu estivesse em casa, ia estar pedindo ‘pelo amor de Deus’ para estar trabalhando. Lógico que às vezes pinta uma folguinha que a gente comemora, mas a gente fica muito mais feliz quando tem trabalho para fazer”.

Autor: Tags: ,